Menu Site
 Por: Amanda Demétrio/Núcleo de Comunicação
05/05/2019 16:55 - atualizado às 19:25 em 12/05/2019

O objetivo da noite era vencer o quarto jogo e deixar tudo igual na série melhor de cinco jogos da final da Superliga Cimed 2018/19. E foi o que o time masculino de vôlei do Sesi-SP fez. Neste sábado (4/5), a equipe da capital paulista superou o EMS Taubaté Funvic por 3 sets a 1 (25/22, 25/23, 18/25 e 25/21), na Arena Suzano, e com o resultado, o time igualou o playoff decisivo em dois a dois.

O quinto e último jogo da série acontece no próximo sábado, 11 de maio, às 21h30, novamente na Arena Suzano, agora com o mando de jogo para o Sesi-SP, equipe que teve a melhor campanha na fase classificatória e tem a vantagem de decidir diante do seu torcedor. Na série, as equipes foram autorizadas para sediarem os dois primeiros jogos em suas casas. A partir do terceiro confronto, Sesi-SP e EMS Taubaté Funvic iniciaram os mandos de seus jogos na Arena Suzano, local com capacidade para 5 mil torcedores.

Mesmo com a maioria da torcida a favor do adversário, os comandados do técnico Rubinho saíram melhor no confronto. Alan Souza voltou a brilhar em quadra e ficou com a artilharia ao anotar 21 pontos. O ponteiro Lipe, ao lado do oposto, também foi destaque e ficou com o Troféu VivaVôlei.

"São duas equipes do mais alto nível, os jogos estão espetaculares. Bonitos para o público, divertido para nós jogarmos, uma série digna de final de Superliga, do voleibol brasileiro. Não podemos pensar lá na frente. É uma disputa de cinco jogos, o que ocorre em um jogo ou outro não pode influenciar para a sequência. Se tivéssemos vencido, também não poderia influenciar. Temos que ter maturidade para entrar na partida preparados, sem dar um passo em falso. As duas equipes são muito competentes. A questão é chegar concentrado, jogar o jogo, e foi isso que fizemos muito bem”, disse Lipe, que marcou 15 pontos na partida.

Amanda Demétrio/Sesi-SP

 

O treinador Rubinho, do Sesi-SP, elogiou a postura do grupo da capital paulista ao longo de todo o confronto.

“Tivemos uma retomada para a forma como nós jogamos o campeonato, principalmente na fase final. Suportamos os momentos de dificuldades, conseguimos segurar a pressão adversária no saque, mantendo nosso equilíbrio. O erro vai acontecer, mas é preciso saber manobrar essas situações mentalmente. Acredito que fizemos isso melhor, mais próximo do que temos feito ao longo da temporada”, afirmou Rubinho, que ainda destacou o equilíbrio da série.

“Claro que dificilmente uma das equipes trará algo de absurdamente novo, temos algumas possibilidades e trocas, mas os times se conhecem muito bem. O jogo caminha mais para um lado de pressão mental, de suportar as pressões. Os dois times se pressionam, se agridem bastante no saque, algum momento o time sobe. E você precisa estar pronto para isso”, concluiu.

O Sesi-SP entrou em quadra com o levantador William, o oposto Alan Souza, os centrais Éder e Gustavão, os ponteiros Lipe e Lucas Lóh e os líberos Murilo e Pureza. Entraram Franco, Evandro e Barreito. Enquanto EMS Taubaté Funvic atuou com Rapha, Vissotto, Conte, Lucarelli, Lucão, Otávio e Thales. Entraram Douglas Souza, Abouba, Uriarte, Athos, Fabiano e Renan.

 

SÉRIE FINAL

Primeira rodada
23/4 (terça-feira), às 21h30, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo
Sesi-SP 3 x 0 EMS Taubaté Funvic (25/22, 25/22 e 25/22)

Segunda rodada
27/4 (sábado) – às 21h30, no ginásio Abaeté, em Taubaté
EMS Taubaté Funvic 3 x 0 Sesi-SP (25/23, 25/22 e 25/20)

Terceira rodada
30/4 (terça-feira) – às 21h30, na Arena Suzano, em Suzano
Sesi-SP 2 x 3 EMS Taubaté Funvic (25/20, 23/25, 25/27, 30/28 e 13/15)

Quarta rodada
4/5 (sábado) – às 21h30, na Arena Suzano, em Suzano
EMS Taubaté Funvic 1 x 3 Sesi-SP (22/25, 23/25, 25/18 e 21/25)

Quinta rodada
11/5 (sábado) – às 21h30, na Arena Suzano, em Suzano
Sesi-SP x EMS Taubaté Funvic – Transmissão Sportv 2

LEIA TAMBÉM