Menu Site
 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
12/05/2019 19:35 - atualizado às 13:00 em 13/05/2019

Uma série melhor de cinco jogos decidida apenas no último confronto já anunciava que levaria o título da Superliga Cimed 2018/19 quem errasse menos. E o placar de 3 sets a 1 (21/25, 22/25, 25/21 e 20/25) para o EMS Taubaté Funvic sobre o Sesi-SP na noite deste sábado (11/5), na Arena Suzano, mostrou que além do equilíbrio entre as equipes, os detalhes nos momentos decisivos fazem a diferença.

Com a vitória, o grupo do Vale do Paraíba ficou com o título inédito do principal torneio nacional, enquanto o Sesi-SP alcançou o vice-campeonato e cinco premiações individuais. Após se enfrentarem sete vezes durante a competição, entre fase classificatória e playoff, com quatro vitórias para o time de Taubaté e três para o grupo da capital, o levantador William comentou a equilibrada disputa desta série de cinco jogos.

“Chegar à final da Superliga é muito difícil. Parar e analisar o que aconteceu é difícil agora, foi super disputado. Ganhou o time que conseguiu abrir e sustentar por mais tempo a vantagem. Mas foi uma baita final. Cinco jogos lindos. Estou chateado pela derrota, mas feliz pelo que a equipe produziu. Chegar a uma final é muito complicado e não posso ser egoísta e achar que tem alguma coisa errada. Vamos pensar na próxima temporada”, explicou William.

Para chegar à grande decisão, o Sesi-SP terminou a fase classificatória na liderança, com 20 vitórias e apenas duas derrotas. Nas quartas de final, superou o Vôlei Um Itapetininga, vencendo dois jogos seguidos. Na semifinal, passou pelo Sesc RJ, já em série melhor de cinco jogos, por 3 a 0. E, na final, levou o confronto para a quinta partida, mas acabou superado.

O Sesi-SP, que começou o jogo com William, Alan Souza, Lucas Lóh, Lipe, Éder, Gustavão e os líberos Murilo e Pureza, ainda contou com a força do oposto Franco o levantador Evandro e os ponteiros Renato e Alan Patrick durante a disputa.

Já no primeiro ponto, após um rali, o jogo deu mostras de que não seria fácil, e a alternância de liderança no placar se modificava a cada jogada. Por ter conquistado a melhor campanha na temporada e o direto de mando de quadra, a torcida do Sesi-SP dominou o ginásio, o que não diminuiu o entusiasmo dos torcedores do Taubaté, que fizeram barulho o tempo todo, até que o time do interior paulista fechou os dois primeiros sets.

Com essa boa vatagem inicial, mesmo com as parciais equilibradas, o time comandado pelo técnico Rubinho precisava reagir para levar o confronto para o tie break. O Sesi-SP voltou a crescer no jogo. Retomando o folego após dois reveses seguidos, William recolocou seus atacantes em ação e logo veio o resultado. O grupo paulista abriu vantagem na reta final, venceu a terceira etapa e se manteve vivo na disputa.

O ritmo intenso se manteve durante o quarto set, em que o Sesi-SP poderia empatar a partida. Com o placar apertado em grande parte do confronto, foi a vez do oposto Alan se destacar e ditar o ritmo do jogo. Mas ainda assim, o Taubaté se manteve firme. Na alternância entre quem liderava o placar, lances polêmicos deixavam o jogo tenso. Um toque na rede de Alan Patrick, validado após pedido do desafio, colocou o Taubaté na frente e com vantagem de três pontos. Na sequência, o time do interior confirmou a vitória e o título da competição.

Entre as premiações individuais, seis foram a equipe de Taubaté e cinco para o Sesi-SP. Na formação da seleção da Superliga Cimed 2018/19, destaque para William, Alan Souza, Lucas Lóh, Éder e o técnico Rubinho.

Everton Amaro/Fiesp

 

Levantador – William (Sesi-SP)
Oposto – Alan (Sesi-SP)
Ponteiros – Lucarelli (EMS Taubaté Funvic) e Lucas Lóh (Sesi-SP)
Centrais – Lucão (EMS Taubaté Funvic) e Éder (Sesi-SP)
Líbero – Thales (EMS Taubaté Funvic)
Treinador – Rubinho (Sesi-SP)
Árbitro – Paulo Turci (PR)
Craque da galera – Raphael (EMS Taubaté Funvic)
MVP – Lucarelli (EMS Taubaté Funvic)
Troféu VivaVôlei da final – Leandro Vissotto

 

Série final – melhor de cinco jogos:
1º jogo – Sesi Vila Leopoldina
Sesi-SP 3 x 0 Taubaté – (25/22, 25/22 e 25/22)

2º jogo – Ginásio do Abaeté
Taubaté 3 x 0 Sesi-SP – (25/23, 25/22 e 25/20)

3º jogo – Arena Suzano
Sesi-SP 2 x 3 Taubaté – (25/20, 23/25, 25/27, 30/28 e 13/15)

4º jogo – Arena Suzano
Taubaté 1 x 3 Sesi-SP – (22/25, 23/25, 25/17 e 25/21)

5º jogo – Arena Suzano
Sesi-SP 1 x 3 Taubaté – (21/25, 22/25, 25/21 e 20/25)

 

Classificação final:
1º - EMS Taubaté Funvic (SP)
2º - Sesi-SP
3º - Sada Cruzeiro (MG)
4º - Sesc RJ
5º - Vôlei Renata (SP)
6º - Fiat/Minas (MG)
7º - Copel Telecom Maringá Vôlei (PR)
8º - Vôlei UM Itapetininga (SP)
9º - Corinthians-Guarulhos (SP)
10º - São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão (SP)
11º - Caramuru Vôlei (PR)
12º - São Judas Voleibol (SP)

Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV

 

LEIA TAMBÉM