Menu Site
 Por: Karina Costa, Núcleo de Comunicação
10/06/2019 16:37 - atualizado às 16:37 em 10/06/2019

Depois de superar cerca de 1300 inscritos, Aline Serra, aluna do Curso Técnico de Teatro Musical do SESI-SP, saiu vencedora da primeira edição do reality show “Cultura, o Musical”, dividindo a vitória com o candidato Vitor Moresco, por conta de um empate técnico. O resultado foi revelado no último domingo (9/6), durante exibição da final do programa, na TV Cultura.

Apresentado pelo ator Jarbas Homem de Mello, o reality busca revelar novos talentos do teatro musical brasileiro. Nas audições, cada participante tem como missão cantar e dançar números de peças consagradas, posteriormente avaliadas por jurados, que usam critérios como técnica vocal, trabalho corporal e atuação. Além de Aline Serra, o SESI-SP foi representado por mais três alunos de seu Curso Técnico em Teatro Musical, pioneiro no Brasil, e há seis anos desenvolvido pela instituição.

“A nossa importância foi confirmada no programa. Tivemos quatro dos nossos alunos entre os melhores, sendo que duas foram finalistas, e uma delas campeã”, ressaltou a coordenadora técnica do curso, Haydée Figueiredo, lembrando que, além da campeã Aline, estiveram entre os participantes Marília Nunes Cortes e Julia Bach, ambas atuais alunas do projeto; e João Felipe Saldanha, formado na primeira turma do curso técnico. “Eu tenho um imenso orgulho em ajudar a conduzir esse curso ao lado da supervisora técnica Maria Christina Trevisan, e também da equipe de especialistas da Gerência Executiva de Educação e de Cultura do SESI-SP”, finalizou.

 

A trajetória da atriz e cantora paraense, Aline Serra, no programa

Um fato curioso é que, a princípio, a campeã não estava entre os 36 convocados para subir ao palco do Teatro Franco Zampari, em São Paulo. Eles se apresentaram em audições do programa todos os domingos, desde 14 de abril deste ano. A reclassificação foi a grande oportunidade de a participante arrebatar os jurados, programa a programa. Especialmente na final, quando interpretou a canção I’m Here, do musical The Color Purple, e agradou especialistas do ramo como Claudia Raia (atriz, dançarina, cantora e produtora) e o diretor de teatro, Jorge Takla.

 

Aline Serra e Vitor Moresco, campeões da primeira edição do reality show “Cultura, o Musical”, por conta de um empate técnico. Crédito: Helder Teixeira

 

“Participar do reality me trouxe visibilidade imensa, reconhecimento, algo muito especial para mim. Me mudei para São Paulo justamente para fazer o curso oferecido pelo SESI-SP e, até então, havia decidido não me inscrever em nenhuma audição, pois tinha o objetivo de focar na formação. No fim, acabei fazendo pequenos trabalhos, até chegar a isso. O público do teatro musical, que é muito fiel, ainda não me conhecia e, agora, sabem quem sou, assim como alguns produtores. É muito bacana, para quem é artista, ter o trabalho reconhecido dessa maneira”, declarou a paraense, que na primeira eliminatória cantou Your Daddy’s Son, do musical Ragtime, interpretação que a classificou para a semifinal. Para esta fase, escolheu Home, clássico do musical The Wiz e sucesso na voz de Diana Ross, que a levou para a final.

 

O projeto Educacional em Teatro Musical do SESI-SP 

No Brasil, o SESI-SP é a única instituição credenciada pelo MEC (Ministério da Educação) para oferecer e certificar o Curso Técnico de Teatro Musical. “É um projeto de excelência, regido pela prática de um plano de curso primoroso, objetivando a formação completa que se exige de um ator de teatro musical (interpretar, cantar e dançar)”, enfatizou a coordenadora técnica do curso, Haydée Figueiredo.

“A experiência com o público, criar um número inteiro sem ter o trabalho de um diretor, mas simplesmente com o meu esforço e os instrumentos que estive aprendendo nesses últimos 3 anos no SESI-SP, foi um grande aprendizado”, declarou a aluna Marília Nunes Cortes sobre a preparação completa oferecida pela instituição e que a ajudou a chegar à final do reality show. Na sua trajetória pelo programa, entoou os clássicos Astonishing, do musical Little Women, Breathe do musical In The Heights, além de Monster, de Frozen.

 

Marília Nunes Cortes esteve entre os finalistas do reality show, “Cultura, o Musical”.

 

Com duração de três anos, o curso oferecido pelo SESI-SP tem por objetivo preparar profissionais qualificados para atuar no mercado das artes, desempenhando diversos tipos de performances referentes ao teatro, à dança e ao canto, em especial àquelas relativas ao Teatro Musical. As turmas são compostas de acordo com a procura e interesse dos alunos, e a formação acontece na unidade SESI Vila Leopoldina, na capital paulista.

“O curso do SESI-SP é o sonho de todo estudante de teatro musical, você entra uma pessoa e sai outra em termos de conhecimento e, principalmente, de maturidade”, disse Aline Serra. “Tudo o que precisamos é oferecido, como por exemplo, as diversas modalidades de dança, muito embasamento técnico, teórico e prático. Além disso, os professores são extremamente capacitados, artistas, de fato, do mercado de teatro musical, além de serem pessoas incríveis. Eles elevam o curso a outro patamar, sou muito grata”, elogiou.

“Essa oportunidade tem me preparado cada vez mais para ser uma artista independente, facilmente dirigível, e com a capacidade de ir atrás das oportunidades. Para mim, além de técnica, o SESI-SP me ensinou muito a ter disciplina, força de vontade e a perceber que nesse mercado nada cai do céu. A gente tem que correr atrás, conhecer pessoas, fazer contatos, e estar sempre pronto para fazer um bom trabalho”, complementou a aluna Marília Nunes Cortes.

Assim como a seleção dos alunos para o reality, o SESI-SP conta com outros nomes se destacando no cenário, muitos deles em grandes produções. O cast do espetáculo Billy Elliot, em cartaz atualmente na cidade de São Paulo, conta com alunos do curso. Um dos pianistas que dão suporte às aulas na instituição é o maestro de “O Fantasma da Ópera”, que conta ainda com cenas protagonizadas por uma das professoras de técnica vocal.

“A maioria dos participantes do curso técnico é absorvido pelo mercado com reconhecimento e respeito. E levam o nome SESI com orgulho”, finalizou Haydée Figueiredo.

 


Julia Bach (aluna da atual turma em formação do curso técnico do SESI-SP) e João Felipe Saldanha (formado na primeira turma) também participaram do programa.

 

LEIA TAMBÉM