Menu Site
 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
29/07/2019 12:16 - atualizado às 10:14 em 09/08/2019

O Sesi-SP trabalha fortemente na formação de novos atletas para o Brasil e mais uma vez vem colhendo bons frutos. Neste sábado (27), em Bahrein, a seleção brasileira de vôlei masculino sub-21 conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial da categoria, e coroando o trabalho da indústria, dois nomes entre os 20 convocados, são da instituição. Os ponteiros Nathan Krupp e Victor Cardoso, o Birigui, ajudaram a equipe brasileira a vencer a Rússia por 3 sets a 0 (25/21, 27/25 e 25/12) na disputa do terceiro lugar.

O grupo, que ainda contou com o Tiago Mizael, assistente técnico do time adulto do Sesi-SP, na comissão brasileira, teve uma passagem de seis vitórias em oito jogos durante o campeonato e voltou a subir no pódio em mundiais após seis anos. A última conquista foi na Turquia, em 2013, com uma prata. O Brasil tem 13 medalhas e é o segundo maior vencedor (quatro ouros, seis pratas e três bronzes) do Mundial Sub-21, criado em 1977.

Na disputa pelo bronze, o saque do Brasil fez a diferença no duelo contra os russos e dificultou o passe adversário. Aproveitando o momento para crescer no contra-ataque e aumentar sua eficiência do bloqueio, anotando 10 pontos no fundamento o grupo comandado pelo técnico Giovane Gávio fez bonito. Na artilharia do confronto, o oposto russo Maksim Spozhkov, de 2,10m, foi o maior pontuador com 16 acertos. Pelo Brasil, o destaque ficou com o central Guilherme Voss, que marcou 13 vezes.

Getty Image/FIVB

 

LEIA TAMBÉM