Menu Site
 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
30/04/2019 15:58 - atualizado às 14:28 em 10/05/2019

Depois de uma semana de treinamento e provas em Marselha, na França, e da disputa do Troféu Brasil – Maria Lenk, no Rio de Janeiro, os nadadores do Sesi-SP retornaram a São Paulo e, na manhã desta segunda-feira (29), foram recebidos pelo presidente da entidade, Paulo Skaf. O encontro, que contou com a presença de toda a Comissão Técnica, além dos quatorze nadadores que estiveram no Rio de Janeiro, teve como objetivo discutir o desenvolvimento e o crescimento da modalidade. 

Criado há 10 anos, o projeto de natação inicialmente desenvolvido com as categorias sub-15 em dois núcleos de formação, nas unidades do Sesi AE Carvalho e Vila Leopoldina, hoje alcança mais de 25 unidades e segue desde a iniciação esportiva, por meio do programa Atleta do Futuro até a formação no Rendimento Esportivo.

Para os nadadores do Sesi-SP, o olhar e investimento do Skaf na natação é um dos grandes diferenciais da instituição no país. Além de oportunizar toda a infraestrutura para o desenvolvimento da modalidade, a ligação entre educação, através da escola, na qual esses jovens atletas podem estudar, com a prática do esporte, tudo no mesmo ambiente, qualifica ainda mais a formação.

Exemplo desse trabalho, a equipe da natação que hoje treina na unidade do Sesi São Bernardo conta com dois terços de sua totalidade de atletas oriundos da base. Jovens estudantes que iniciaram a prática esportiva no Atleta do Futuro e hoje integram a equipe de rendimento e ainda disputam competições absolutas, mesmo em categorias menores.

“É muito bom poder ver todos esses jovens aqui e saber que eles estão não só representando o Sesi-SP em competições, como estão se desenvolvendo como cidadãos. Esse é o nosso trabalho aqui, formar pessoas”, comentou Skaf durante o papo com os atletas.

Etiene Medeiros, campeã mundial e medalhista de ouro em todas as provas que disputou no Maria Lenk, aproveitou a oportunidade para agradecer todo o suporte nos 7 anos que veste a camisa do Sesi-SP. A nadadora terá pela frente alguns torneios internacionais preparatórios para o Mundial de Gwangju, na Coréia do Sul, e para os Jogos Pan-americanos em Lima, no Peru, onde terá a companheira de equipe, Daynara de Paula.

“Já são sete anos aqui na casa e a gente aprende muita coisa. No Sesi-SP temos todo esse lado fora das piscinas. É uma boa postura, um comportamento. Vestir essa camisa tem esses dois lados, não é só nadar. Hoje eu estou no nível que estou porque aprendi muito aqui dentro. Não é em qualquer lugar que você constrói esse laço familiar tão fácil, de um dia para o outro”, comentou a nadadora, que ainda agradeceu a Paulo Skaf pelo apoio e investimento realizado no esporte.

“Estou bem feliz em ser vista como exemplo dentro e fora da água, e muita coisa eu aprendi aqui no Sesi-SP. Hoje, a gente vê o quanto o esporte está difícil no país, então somos muito gratos por tudo o que temos aqui dentro de casa. Chamo de casa por me sentir assim aqui, em uma família”, finalizou Etiene Medeiros.

LEIA TAMBÉM