Menu Site
 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
06/11/2019 17:59 - atualizado às 17:59 em 06/11/2019

As meninas do polo aquático feminino do Sesi-SP cresceram e estão dominando as piscinas. Após o título inédito no ano passado, o grupo comandado pelo técnico Thiago Ferreira sagrou-se bicampeão Paulista na noite desta terça-feira (5/11). Com uma vitória sobre o Pinheiros por 8 a 6 (1x1, 1×2, 3×1 e 3×2), o time formado com 95% de atletas oriundas da base vem se consagrando na categoria adulta.

“Ano passado conquistamos nossa primeira medalha no campeonato adulto e ali a gente quebrou uma barreira, saímos do juvenil, das categorias de base e entramos no adulto. E estamos cada vez mais conquistando o nosso espaço entre as adultas. Esse ano a gente queria manter essa consagração, mostrar que não foi sorte, que estamos aqui porque merecemos e trabalhamos para isso. E foi com essa mentalidade que jogamos muito esse ano, tivemos raça até o final e chegamos no nosso bicampeonato”, comentou Mariane Cosmo, primeira atleta da equipe de polo aquático do Sesi-SP.

Ainda muito jovem, com apenas 9 anos, a então estudante do Sesi-SP se viu atraída por um pôster em um dos corredores da escola com a foto de um atleta acompanhada de uma frase convidando a praticar polo aquático. Mariane foi então a primeira aluna a se inscrever no programa Atleta do Futuro de Polo Aquático, em 2008. Hoje, com 20 anos, o que era uma simples brincadeira na água se tornou esporte de alto rendimento, com a conquista de inúmeros resultados.

Divulgação Sesi-SP

 

Criada em 2012, a equipe feminina de rendimento da indústria desde o início do trabalho sempre figurou entre as primeiras colocações das categorias disputadas. Em 2015 o grupo conquistou seu primeiro título, o Campeonato Brasileiro Sub-18, e dali em diante foi só crescimento. Em 2016 as meninas evoluíram e passaram a competir na categoria adulta, chegando ao título inédito da competição estadual em 2018.

“A gente vem desde 2012 batalhando, conquistando nosso espaço no polo aquático. Não foi fácil. Começamos no sub-15 levando gol atrás de gol até a nossa primeira conquista no Campeonato Brasileiro sub-18, em 2015. Foi a nossa primeira medalha de ouro e aquele dia foi muito marcante. Ali eu tive a certeza de que esse grupo era minha família, era minha casa”, contou Mariane.

Além da Mariane Cosmo, Camila Barros e Yasmin Ferraz também iniciaram suas trajetórias no polo aquático através do programa Atleta do Futuro do Sesi Vila Leopoldina. Mylena Frason, Letícia Barbarulo, Carolina Ramos, Victoria Gresele, Maria Gabriela Prestes, Luísa Souto, Giovanna Januário e Gabriela Caetano vieram da unidade de São Caetano, enquanto Isabela Crivelari iniciou no Sesi de Ribeirão Preto. Entre os membros da comissão técnica, os comandantes do grupo também são frutos da instituição. Thiago Ferreira iniciou seu trabalho no Sesi Vila Leopoldina e seu assistente, Fagner Máximo em São Caetano. As únicas exceções do grupo ficam com Mirella Coutinho e Nicole Catapani, que vieram do Paulistano e Pinheiros, respectivamente.

Divulgação Sesi-SP

 

LEIA TAMBÉM