O que está buscando?
MEU SESI - Entrar

Viagem Teatral Play tem novas estreias em junho

Projeto do Sesi-SP oferece espetáculos de teatro e dança em seu canal do YouTube para o público assistir gratuitamente até 1º de agosto. Programação também inclui bate-papos e oficinas virtuais

 Por: SESI São Paulo
03/06/202114:00- atualizado às 16:28 em 30/08/2021

O projeto de difusão de artes cênicas do Serviço Social da indústria de São Paulo (Sesi-SP) Viagem Teatral Play tem novos espetáculos em cartaz em junho, todos com legendas simultâneas. O público pode acompanhar gratuitamente a programação de teatro e dança na playlist do projeto disponível no canal do YouTube do Sesi-SP. A cada quinze dias, estreiam duas novas temporadas. Aos sábados, ainda dá para aproveitar uma série de lives, bate-papos e oficinas ligadas às temáticas dos espetáculos.

Em junho, a programação começa com o espetáculo Pai contra Mãe, da Cia. Fusion de Danças Urbanas, disponível para exibição de 2 a 30 de junho. Inspirada no conto homônimo de Machado de Assis, a coreografia traça um paralelo entre a ficção e o real para abordar temas como racismo, violência e sexismo.

Sempre às quintas-feiras, das 19h às 20h, a companhia ainda ministra oficinas de danças urbanas voltadas para diversas idades pela plataforma Zoom. As aulas são abertas e acontecem nos dias 3, 10, 17 e 24 de junho (ID da reunião: 849 1245 3351 | Senha de acesso: 433448).

Na sequência, estreiam no YouTube do Sesi-SP as peças Alma Boa - Uma Parábola Chinesa e Três Marias, com temporadas de 3 a 13 de junho. Voltado para o público adulto, Alma Boa, da Cia. Histrônica de Teatro, conta a saga de três deuses enviados à Terra para encontrar uma pessoa de bom coração. Já prestes a desistir, eles são ajudados por uma mulher que cumpre todos os requisitos, exceto um: ela é uma prostituta. Para o público infantojuvenil, a dica é a peça da Cia. Crias da Casa, Três Marias, que une muita música e uma série de contos narrados por três personagens - Antonio Maria, Zé Maria e Maria Aparecida - que se encontram por acaso.

De 17 a 27 de junho é a vez do público conferir o teatro de bonecos O Velho da Horta, baseado na obra do poeta português Gil Vicente, que conta as desventuras de um hortelão idoso que se apaixona por uma jovem freguesa e, para obter ajuda, confia em uma trapaceira que deseja apenas seu dinheiro. No mesmo período, o Grupo Os Barulhentos apresenta a peça-filme Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar, uma adaptação inédita para vídeo de treze cenas escritas pelo dramaturgo romeno Matéi Visniec, sob a direção de Rodrigo Spina. O enredo gira em torno de um cego acompanhado por seu cão-guia, como forma de representar a cegueira simbólica das demais personagens diante da violência que sofrem.

Chamadas de InterARTividades, as demais atividades virtuais são apresentadas aos sábados, às 11h, quando voltadas para o público infantojuvenil, e às 17h, para os adultos. Entre os destaques do mês, estão os bate-papos sobre os processos criativos dos espetáculos teatrais da programação nos dias 5 e 19 de junho, às 17h, e nos dias 12 e 26 de junho, às 11h. Durante as lives, o público terá a oportunidade de conversar com os artistas, mandando perguntas e comentários pelo chat do YouTube. 

Sobre o Viagem Teatral
Sob a curadoria da equipe de Artes Cênicas do Sesi-SP, o Viagem Teatral apresenta um panorama da produção cênica brasileira contemporânea, proporcionando variadas experiências estéticas, para incentivar a diversidade cultural e estimular a formação de novas plateias. Todos os espetáculos que compõem a programação são selecionados por meio do Edital de Chamamento de Projetos Culturais do Sesi-SP, realizado anualmente.

O projeto, realizado há mais de 15 anos, promove a circulação de espetáculos teatrais e de dança pelas unidades do Sesi-SP em todo o Estado e movimenta mais de 400 profissionais entre artistas, técnicos e produtores. O Viagem Teatral também oferece oficinas, que em 2021 acontecem virtualmente pela primeira vez, contribuindo para a formação de público e de agentes multiplicadores da cultura.

Mais detalhes sobre a programação gratuita, estão disponíveis na brochura digital do Viagem Teatral Play 2021.

 

Serviço:
Viagem Teatral Play - junho
Gratuito. Transmissões pelo YouTube do Sesi-SP
Saiba mais detalhes de todos os espetáculos na brochura digital

Pai contra Mãe
De 2 a 30 de junho
Cia. Fusion de Danças Urbanas
Danças urbanas | Adulto | 55 min. | Tema: racismo, escravidão, luta pela sobrevivência | Classificação indicativa: 12 anos

Inspirado pelo conto homônimo de Machado de Assis, "Pai contra Mãe" é um diálogo entre a dança e a história, a ficção e o real. Oito corpos em constante movimento retratam os desafios de ser negro e de ser mulher numa sociedade desigual e opressora, na qual as feridas deixadas pela escravidão não cicatrizaram, mas multiplicaram-se. Através das danças urbanas, aborda questões para a discussão das mazelas sociais: o racismo, a violência, o sexismo, a ânsia por poder e a vaidade humana.
Ficha técnica: Inspirado em conto homônimo de Machado de Assis | Idealização: Isadora Rodrigues e Leandro Belilo | Direção geral: Leandro Belilo | Direção executiva: Isadora Rodrigues | Assistente de direção: Wallison Culu | Coreografia: Criação colaborativa | Intérpretes: Aline Mathias, Augusto Guerra, Isadora Coelho, Jonatas Pitucho, Leandro Belilo, Paulo Firmino, Silvia, Kamylla e Wallison Culu | Figurino: Helaine Freitas | Cenário: Leandro Belilo e Mauricio Leonard | Trilha sonora: Leandro Belilo (seleção mus) e Matheus Rodrigues (criação orig. e apoio técnico) | Iluminação: Leandro Belilo e Edimar Pinto | Orientação de pesquisa: Reinaldo Martiniano Marques e Alexandre de Sena | Preparação corporal (Krumping): Italo Freitas | Produção: Isadora Rodrigues.

InterARTividade: Oficina de danças urbanas
Dias 3, 10, 17 e 24 de junho (quintas) | das 19h às 20h
Via Zoom - ID da reunião: 849 1245 3351 | Senha de acesso: 433448
Com Leandro Belilo (diretor, coreógrafo e bailarino) e Jonatas Pitucho (coreógrafo e bailarino)

As oficinas virtuais voltadas para diferentes idades abordam alguns princípios básicos e essenciais das Danças Urbanas, como ritmo, flow, intenção de movimentos, criatividade e coordenação motora. Para participar, não é necessário nenhum conhecimento prévio. É aconselhável o uso de roupas leves e tênis.
Datas e faixas etárias:

03 de junho - 8 a 10 anos
10 de junho - 12 a 15 anos
17 e 24 de junho - acima de 16 anos

Alma Boa - Uma Parábola Chinesa
De 3 a 13 de junho
Cia. Histriônica de Teatro
Épico | Adulto | 120 min. | Tema: contradição e complexidade nas relações sociais e humanas | Classificação indicativa: 10 anos

Uma pessoa consegue ser boa no mundo como está organizado? Essa é a pergunta lançada por Bertolt Brecht na parábola de Setsuan. O mundo não pode permanecer como está e precisa ser destruído a não ser que se encontre ao menos uma alma boa que o justifique. Três Deuses são enviados à Terra para encontrar essa alma boa. Já prestes a desistir, são ajudados por Chen Te, uma mulher que cumpre todos os requisitos que procuram exceto por um: é uma prostituta. Os deuses então decidem ajudá-la com uma quantia em dinheiro para que mude de vida mais facilmente e seja, enfim, a tão procurada alma boa. Contudo, ao abrir uma pequena loja, Chen Te se depara com muitos desafios para permanecer no caminho da bondade.
Ficha técnica: Direção: Dirceu de Carvalho | Direção Musical e Trilha Sonora executada ao vivo: Felipe Macedo | Elenco: Ana Carolina Salomão, Andressa Sanday, Dirceu de Carvalho, Júlia Munhoz, Juliana Eiras, Juliana Saravali, Quesia Botelho e Virgílio Guasco | Trilha Musical Original: Henrique Cantalogo | Figurino: Warner Reis Junior | Cenografia: Thalita Castro | Iluminação: Marcelo Lazzaratto | Operação de Luz: Presto Kowask | Coordenação de Produção: Isabela Basso e Taiane Raffa | Produtora Executiva: Priscila Geglio.

InterARTividade: Live Setsuan é aqui
Dia 5 de junho | 17h | Classificação indicativa: livre | Duração: 60 min
Com Ana Carolina Salomão, Andressa Sanday, Dirceu de Carvalho, Júlia Munhoz, Juliana Eiras, JulianaSaravali, Quesia Botelho, Virgílio Guasco, Presto Kowask (Cia. Histriônica de Teatro)
Na live "Setsuan é aqui", inspirada na temática do espetáculo, os três Deuses retornam de sua viagem e apresentam os relatórios do que vivenciaram junto aos humanos e evidenciam os diversos sentidos de ‘bondade’ na contemporaneidade. De forma bem-humorada, a atividade promoverá o debate sobre os limites da bondade nos tempos atuais.

Três Marias
De 3 a 13 de junho
Cia. Crias da Casa
Musical | Infantojuvenil | 55 min. | Tema: morte, religiosidade, brasilidade e relações humanas | Classificação indicativa: livre

Após se encontrarem, por acaso, em uma praça, Antonio Maria, Zé Maria e Maria Aparecida decidem sair por todo canto contando histórias incomuns, suas aventuras e desventuras, encontros e desencontros. Tudo com muita música e amores. Um dos contos que eles mais gostam de contar é a do Anjo Gabriel, que batalha contra o bem e o mal, tudo pelo amor de Janaina, sua primeira missão na Terra, sua tutelada.

Ficha técnica: Texto e cenografia: Gabriel Naegele | Direção Geral: Gabriel Naegele e Maria Vidal | Interpretes: Leo Thurler, Denise Peixoto, Gabriel Naegele, Aline Peixoto e Jordi Marchon | Direção Musical: Denise Peixoto e Aline Peixoto | Figurinos e Caracterização: Leo Thurler | Diretora de Palco: Roberta Thurler | Iluminação: Ricardo Lyra Jr. | Preparação Vocal: Jorge Maya | Design Gráfico: Cláucio Salles | Adereços: Leo Thurler e Gabriel Naegele | Fotografia: Renato Mangolin e Marilane Pitta | Stand in: Maria Vidal e Marcelo Miguez | Realização: Cia. Crias da Casa.

InterARTividade: Roda de conversa "Criações das CRIAS"
Dia 12 de junho | 11h | Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 60 min
Com Gabriel Naegele e Leo Thurler, da Cia. Crias da Casa

A live promove uma roda de conversa sobre o processo criativo da Cia. Crias da Casa na construção e manutenção do espetáculo "Três Marias". O público vai poder conhecer os detalhes do espetáculo e a visão que o grupo tem sobre o fenômeno teatral: uma linguagem universal, muita poesia e ludicidade.

O Velho da Horta
De 17 a 27 de junho
Cia. PeQuod Teatro de Animação
Teatro de Bonecos | Infantojuvenil | 60 min. | Tema: amor maduro, relações humanas | Classificação indicativa: livre

Baseada na obra escrita em 1512 pelo do poeta português Gil Vicente, considerado o primeiro grande dramaturgo da língua portuguesa, O Velho da Horta conta as desventuras de um hortelão idoso que se apaixona por uma jovem freguesa, que vai à sua horta comprar legumes. A fim de conquistar o coração de sua amada, o senhor acaba revelando seus sentimentos e pedindo ajuda a uma trapaceira, que deseja apenas arrancar dinheiro do velho.

Ficha técnica: Direção: Miguel Vellinho | Elenco: Flávia Lopes, João Vítor Novaes, Liliane Xavier, Márcio Newlands, Marise Nogueira, Miguel Vellinho, Marcio Nascimento e Raquel Botafogo | Operação de Som: Arthur Ferreira, Telma Lemos ou Gabriel Reis | Operação de Luz: Bruno Henrique Caverninha, Maurício Fuziama | Adaptação do texto: Rosita Silveirinha, Márcio Newlands e Miguel Vellinho | Cenografia: Carlos Alberto Nunes | Figurinos: Kika de Medina | Direção Musical: Maurício Durão | Iluminação: Renato Machado | Ass. Teórica: Rosita Silveirinha | Ass. Direção: Márcio Newlands | Confecção dos Bonecos: Mariane Gutierrez, Márcio Newlands, Bernardo Macedo e Miguel Vellinho | Esculturas: Bernardo Macedo | Fotografias: Simone Rodrigues | Produção: Lilian Bertin e Liliane Xavier| Realização: Cia. PeQuod - Teatro de Animação.

InterARTividade: Bate-papo PeQuod Online
Dia 26 de junho | 11h
Com o diretor Miguel Vellinho e atores do espetáculo O Velho da Horta

A live é uma oportunidade para o público ouvir e trocar ideias com os artistas da Cia. PeQuod, que contarão um pouco sobre sua produção artística ao longo dos mais de 22 anos de vida do grupo dedicados ao Teatro de Animação e os caminhos percorridos pela PeQuod até os dias de hoje, em especial na produção da peça O Velho da Horta. Durante a atividade, será mantido um chat para perguntas e comentários do público.

Aqui Estamos Com Milhares de Cães Vindos do Mar
De 17 a 27 de junho
Grupo Os Barulhentos
Épico | Adulto | 110 min. | Tema: Solidão nas relações humanas contemporâneas, opressão e totalitarismo, tensão entre sociedade e indivíduo | Classificação indicativa: 14 anos

O grupo Os Barulhentos apresenta a dramaturgia da peça Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar em adaptação inédita. A peça-filme é formada por treze cenas escritas pelo dramaturgo romeno Matéi Visniec, cujo fio condutor é um cego acompanhado de seu cão-guia, que representa a cegueira simbólica nos personagens. Situações de humor ácido e insólito, ou, em outros momentos, trágico, fazem parte do enredo. Em comum, os personagens são marcados pela opressão que os tornam vítimas da violência e do totalitarismo. Conceitual e performática, a montagem opta por caminhos opostos ao realismo para reforçar as palavras de Visniec.

Ficha técnica: Texto original: Matéi Visniec |Tradução: Luiza Jatobá |Adaptação: Os Barulhentos |Direção artística e Fotografia: Rodrigo Spina |Edição: Thiago Ozelami |Elenco: Cadu Cardoso, Clara Rocha, Domitila Gonzalez, Elias Pintanel, Gustavo Pompiani, Lia Maria, Lucas Horita, Lucas Fernandes, Murilo Zibetti, Samantha Rossetti |Intérprete de Libras: Jhafiny Lima | Legendas: Lucas Lazarini |Produção: TSS Produções Artísticas | Assessoria de Imprensa: Pombo Correio.

InterARTividade: Live - Bastidores do Grupo Os Barulhentos
Dia 19 de junho | 17h
Com integrantes do Grupo Os Barulhentos

O grupo Os Barulhentos realiza um bate-papo entre as equipes de direção, produção, atores da peça e outros profissionais envolvidos no espetáculo "Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar", para mostrar os bastidores, o processo criativo, as circulações da peça, as experiências com o público alcançado, além de curiosidades sobre a maquiagem, elaboração de cenário e figurino. A live contará também com momentos de apresentação de trechos da peça, que tem texto do autor romeno Matei Visniec.

Leia também