O que está buscando?
MEU SESI - Entrar

Releitura inédita de Pluft, o Fantasminha em cartaz no Teatro do Sesi

A adaptação do clássico infantil fica em temporada gratuita na Avenida Paulista durante os finais de semana entre 26 de agosto e 4 de dezembro.

 Por: Sesi São Paulo
10/08/202213:39- atualizado às 11:00 em 12/09/2022

O maior clássico da dramaturgia brasileira para crianças ganhará uma versão absolutamente especial nas mãos da Cia PeQuod que levará a poesia de Maria Clara Machado de volta ao universo dos bonecos que eram usados pela autora em sua adolescência para contar suas primeiras histórias.

Para comemorar o centenário de nascimento da dramaturga, que foi ano passado, o Sesi-SP e a PeQuod querem deixar marcado em suas trajetórias a fascinante história de um fantasminha que precisa enfrentar o mundo. Pfluft, o Fantasminha  estará em cartaz no Teatro Sesi-SP de 26 de agosto a 4 de dezembro. Quintas e sextas, às 11h, com sessões dirigidas ao agendamento de grupos e escolas pelo e-mail ccfagendamentos@sesisp.org.br. Sábados e domingos para público geral, às 15h. Todas as apresentações são gratuitas. A reserva de ingressos para o final de semana pode ser feita pela plataforma Meu Sesi.

Pluft, um fantasminha que vive com uma mãe em uma velha casa, é um fantasma diferente: ele morre de medo de pessoas. Mas sua vida terá uma reviravolta com a chegada de Maribel, uma menina sequestrada pelo temido pirata Perna de Pau. Enquanto ele tem medo de gente, ela tem horror aos fantasmas. Inesperadamente, os dois criarão uma grande amizade na luta contra o pirata.

O fato de estrear em São Paulo, cidade com a maior colônia japonesa fora do Japão, inspirou o diretor Miguel Vellinho a trazer para a montagem referências de mangás e animes infantis como A princesa Mononoke, Ponyo e Meu amigo Tororo. Além disso, tanto os manipuladores como os bonecos usam trajes de inspiração oriental e dialogam também com elementos trazidos pela design de moda Eiko Ishioka. “Sempre trabalhamos com a técnica da manipulação direta, oriunda do Bunraku japonês. Essa montagem reverencia os tantos pontos que aproximaram e aproximam Brasil e Japão há tanto tempo”, pontua Miguel Vellinho, diretor da peça.

Resgatar o frescor de Pluft e dar-lhe novas camadas e sentidos faz-se urgente num contexto de tanta insegurança que exige paciência e reconstrução. Pluft é sobre o encontro com o outro, com o diferente, com a aventura maior de todo o ser humano que precisa crescer e enfrentar o mundo. Na história este mundo grande está simbolizado pela metáfora do mar e dos seus perigos e com uma perspectiva absolutamente genial: um pequeno fantasma que tem medo de gente.

Ao tratar do medo infantil, a autora fugiu da piada ou de algo que deslegitimasse tal sentimento, que hoje entendemos como natural, face às rápidas transformações da infância. Com lirismo, humor e altas doses de poesia, imprimiu em suas peças um tom diferente, só seu, de elevado burilamento, sem que isto se tornasse um impedimento para a comunicação com a sua plateia. Toda a sua obra se caracteriza por esta conjugação singular que a transformou na matriarca do Teatro infantil brasileiro.

O espetáculo é livre, destinado a adultos e crianças de todas as idades, classes sociais, gêneros e raças. A razão principal disto está na abordagem que esta montagem inédita dá ao texto, uma vez que traz essa história bastante conhecida para um ambiente novo: o Teatro de Animação e suas potencialidades infinitas.

Quem ficar interessado, pode reservar seus ingressos gratuitamente para a peça pela plataforma Meu Sesi.

Realização

A PeQuod é uma companhia carioca que se dedica ao teatro de animação e desde sua fundação vem aprofundando experiências na direção de uma cena expandida. Com 21 anos de existência vem colaborando para a renovação do Teatro de animação, construindo uma trajetória repleta de aplausos, prêmios e muitos olhares encantados sobre um trabalho que nasceu sob o compromisso de tornar visível coisas que só vemos nos sonhos. No seu repertório, a PeQuod criou 12 espetáculos, uma performance, uma intervenção artística. Suas montagens participaram de Projetos de Circulação, Festivais Nacionais e Internacionais, Retrospectivas e conquistaram importantes prêmios de teatro pelo país. A companhia produziu ainda duas edições da MITA -Mostra Internacional de Teatro de Animação, esteve à frente da Ocupação 3 º Sinal –Ocupação Teatro Dulcina –Funarte, e vem realizando intercâmbio, oficinas, encontros e atividades de formação e difusão do Teatro de Animação.

 


Pluft, O Fantasminha

Local: Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp. 

Endereço: Avenida Paulista, 1313 | Em frente ao metrô Trianon-Masp

Temporada: De 26 de agosto a 4 de dezembro. Quintas e sextas, às 11h (agendamento de grupos e escolas). Sábados e domingos, às 15h.

Ingressos Gratuitos. As reservas abrem toda segunda-feira, a partir das 8h até esgotarem os ingressos.

Duração: 60 minutos. 

Classificação: Livre

 

Ficha Técnica

Texto original de Maria Clara Machado
Dramaturgia e adaptação Cia PeQuod – Teatro de animação
Direção Miguel Vellinho
Elenco Caio Passos, Liliane Xavier, Márcio Nascimento, Mariana Fausto, Marise Nogueira e Raquel Botafogo
Cenografia Doris Rollemberg
Figurinos Kika de Medina
Iluminação Renato Machado e Maurício Fuziyama
Trilha sonora original e produção musical Maurício Durão
Flauta shakuhachi Mariana Fausto
Criação e escultura dos bonecos Maria Cristina Paiva e Mathilde Plisson
Equipe de confecção bonecos e adereços Arlete Rua, Diego Diener, Diirr, Eduardo Andrade, Fampa Artes, Gustavo Kaz, Miguel Vellinho, Rogerinho Assis e Thaisa Violante
Adereços cênicos Eduardo Andrade - Arte 5
Adereços de figurino Arlete Rua
Iluminação dos bonecos Maurício Fuziyama
Operador de luz Celso Ferreira de Albuquerque
Operador de som Edson Rubens Soldi e Alessandro Aoyama
Sonorização Alessandro Aoyama
Cenotécnicos Anderson Batista Dias Veiga e Djavan Costa
Equipe de montagem de luz Felipe Miranda, Larissa Kalusinski e Maurício Fuziyama
Costureira cenário Nice Tramontin
Costureiras bonecos Maria Amélia da Silva e Maria do Carmo
Assistente adereços cênicos Marcely Soares
Assistente de produção Gustavo Kaz
Programação visual Roberta de Freitas
Fotos Renato Mangolin
Assessoria de imprensa Canal Aberto - Daniele Valério, Márcia Marques e Rafaella Martinez Assessoria de mídias digitais Rafael Teixeira
Produção local Augusto Vieira
Produção executiva Thiago Guimarães
Direção de Produção Liliane Xavier
Coordenação geral Lilian Bertin e Thiago Guimarães
Idealização Cia PeQuod - Teatro de Animação
Realização SESI São Paulo