Menu Site
 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
02/12/2019 17:41 - atualizado às 17:41 em 02/12/2019

O time masculino de vôlei do Sesi-SP viajou na última quarta-feira (27/11) para o Paraná, onde encarou uma sequência de dois jogos válidos pela Superliga 2019/2020. E com um saldo positivo, o grupo comandado pelo técnico Rubinho retorna para casa com seis pontos na classificação geral ao superar o Ponta Grossa Vôlei e o Denl Academy Maringá Vôlei. Atualmente a equipe aparece na segunda colocação, invicta, com 15 pontos em cinco partidas realizadas.

Primeiro, na quinta-feira (28/11), os meninos do Sesi-SP foram até Ponta Grossa, na Arena Multiuso, para o jogo contra o time da casa. O confronto, atrasado pela primeira rodada da Superliga masculina de vôlei 2019/2020, terminou com uma virada do grupo do Rubinho por 3 sets a 1 (18/25, 25/22, 25/22 e 25/21). Mesmo com dificuldades na virada de bola e na defesa, o Sesi-SP conseguiu garantir os três pontos da rodada. O oposto Alan Souza ficou com o troféu VivaVôlei, eleito pela comissão técnica e ainda foi o maior pontuador ao anotar 21 acertos.

“Foi um jogo ruim para o nosso time, mas, sem dúvida, eles têm mérito por nos colocarem em dificuldades. Essa foi apenas mais uma prova de que devemos entrar 100% em quadra, para não enfrentar um jogo perigoso. Foi assim no primeiro set e no quarto de novo”, comentou Alan.

O técnico Rubinho, seguiu o mesmo pensamento de seu oposto. “Foi um jogo muito irregular da nossa parte, mas é um preço que pagamos pelas alterações que precisam ser feitas em cima da necessidade de dar tempo de jogo a alguns e poupar outros. Temos que nos organizar para isso e é natural que tenha alguma oscilação. Aconteceu isso hoje, mas conseguimos recuperar e conseguir a vitória em um jogo bem difícil”, explicou.

Fernando Teramatsu/Resenha Comunicação

 

No dia seguinte, sem muito descanso, o grupo seguiu para Maringá, onde encarou os donos da casa no sábado à noite (30/11). E, diferente do primeiro confronto em solo paranaense, o Sesi-SP entrou em quadra mais confiante, concentrado, e com certa facilidade garantiu o placar de 3 sets a 0 (19/25, 17/25 e 18/25).

Assim como na partida anterior, o oposto Alan Souza manteve o bom desempenho e foi um dos destaques, somando 13 pontos, sendo dois de saque e um de bloqueio. O troféu VivaVôlei ficou com o central Éder, eleito pela comissão técnica. O grupo da capital paulista retorna para casa com a sensação de dever comprido e lições a serem estudadas e corrigidas visando o crescimento na competição.

Agora, o próximo compromisso do Sesi-SP já acontece nesta quarta-feira (4/12), em casa, no ginásio da Vila Leopoldina, contra o Vôlei Renata, às 18 horas.

Fernando Teramatsu/Resenha Comunicação

 

LEIA TAMBÉM