Menu Site
 Por: Emanuel Galdino, Núcleo de Comunicação
06/12/2019 17:38 - atualizado às 17:38 em 06/12/2019

O ano de 2019 rendeu muitos frutos para a Caixa de Cultura do Sesi-SP. Após ser finalista do Jabuti, o projeto ganhou na noite de quarta (4/12) o prêmio IPL – Retratos da Leitura. O programa mais antigo da área cultural da entidade concorreu na categoria Cadeia produtiva: empresas, entidades, fundações ou institutos da cadeia do livro; ou empresas de outra natureza produtiva. Essa premiação, especificamente, reconhece organizações que promovem, gratuitamente, ações de fomento à leitura e de acesso e difusão do livro.

Durante a cerimônia, que teve como patrono o escritor Pedro Bandeira, o Sesi ainda recebeu uma menção honrosa, junto com o Sistema S, por todo o trabalho realizado ao incentivo à leitura no Brasil. A área de Difusão Literária do Sesi-SP recebeu os aplausos no palco, acompanhada de representantes do Sesc.

Josilma Amato e Rosana Gutierrez recebem o prêmio em nome do Sesi-SP
Josilma Amato e Rosana Gutierrez recebem o prêmio em nome do Sesi-SP

 

O prêmio é promovido pelo Instituto Pró-Livro (IPL), com o patrocínio da Abrelivros, CBL e SNEL. Ele busca valorizar, qualificar, mapear e difundir ações exitosas de fomento à leitura e de difusão e acesso ao livro. A instituição também é responsável por realizar os Retratos da Leitura do Brasil, única pesquisa de âmbito nacional que tem como objetivo conhecer o comportamento do leitor e os indicadores de leitura do povo brasileiro. 

Nesta quarta edição do prêmio, o IPL recebeu mais de 200 inscrições oriundas de todo o Brasil. Apenas 42 projetos seguiram para a grande final, que premiou 12 deles. Os projetos contemplados passam por uma análise rigorosa de uma comissão técnica que observa principalmente a importância da ação para o público atendido, seu impacto social ou de transformação, coerência, abrangência, sustentabilidade, inovação e potencial de replicabilidade.

Segundo a analista Josilma Amato, da área de Difusão Literária do Sesi-SP, este reconhecimento é importante também para a divulgação do projeto em outros Estados. Ela se refere à Plataforma Pró-Livro, uma ferramenta digital que faz o mapeamento de ações de fomento à leitura em todo o Brasil e que, a partir de agora, passa a incluir a Caixa de Cultura em seu banco de dados.

“Esse prêmio é muito importante para a Caixa de Cultura e para o Sesi-SP por se tratar de um reconhecimento a nível nacional. Concorremos com ótimos projetos. Isso mostra que estamos fazendo um trabalho que foi pioneiro há 70 anos e hoje continua sendo de altíssima qualidade”, comenta Rosana Gutierrez, supervisora de Programas Culturais do Sesi-SP.

Prêmio reconhece organizações que promovem, gratuitamente, ações de fomento à leitura e de acesso e difusão do livro

 

Rosana também destaca o caráter difusor e inspirador que o Projeto Caixa de Cultura exerce a quem dele participa. “É um tipo de ação que permite essa pulverização, atingindo um grande número de pessoas graças aos nossos mediadores culturais presentes em todo o Estado de São Paulo. Esses profissionais são responsáveis por plantar essa sementinha literária e instigar as pessoas para o hábito da leitura”, revela Rosana.

 

Sobre a Caixa de Cultura

A bibliotecária Nair Miranda Pirajá se inspirou em ações de fomento à leitura realizadas nos exércitos norte-americano e europeu para criar uma biblioteca itinerante nos quarteis brasileiros. Pouco tempo depois, em 1948, desenvolve no Sesi-SP um projeto similar, mas que tinha como foco o trabalhador da indústria. Já nomeado como Caixa de Cultura, o projeto tem como missão formar novos e bons leitores na indústria paulista. Para atingir o seu objetivo, sempre esteve vinculada e próxima ao ambiente de atuação desses colaboradores, do chão de fábrica aos setores administrativo e de qualidade.

Em uma biblioteca itinerante, com acervo de até 100 exemplares de diferentes gêneros literários, a Caixa de Cultura oferece ao leitor muito mais que livros, mas a oportunidade de seu desenvolvimento como profissional e cidadão. Tudo isso com uma curadoria própria da área de Difusão Literária do Sesi-SP, que conta com o apoio de mediadores culturais espalhados por todo o Estado de São Paulo, profissionais que realizam ações para estimular o hábito da leitura.

Este é o mais longevo e continuado programa de incentivo à leitura do País. Conheça mais sobre o projeto em www.sesisp.org.br/cultura/caixa-de-cultura.