O que está buscando?
MEU SESI - Entrar

Sesi Vôlei Bauru é superado pelo Osasco/São Cristóvão Saúde no primeiro duelo da final do Paulista

Jogando em Osasco, equipe foi derrotada por 3 a 2 e agora precisa vencer o rival duas vezes para conquistar seu segundo título estadual

 Por: Marcelo Ferrazoli, Sesi Bauru
18/10/202000:46- atualizado às 11:29 em 21/10/2020

Jogando em Osasco, no ginásio José Liberatti, neste sábado, 17, à noite, o SESI Vôlei Bauru foi superado pelo Osasco/São Cristóvão Saúde por 3 a 2 (parciais de 25/15, 21/25, 25/18, 18/25 e 16/14) no primeiro duelo da final do Campeonato Paulista de Vôlei 2020. 

Agora, para conquistar o seu segundo título da competição, o SESI Vôlei Bauru precisará superar o Osasco/São Cristóvão Saúde por duas vezes, no jogo normal e no golden set, no confronto que definirá o campeão da edição 2020 do Paulista, na próxima terça-feira, 20, às 21h30, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru. 

Amanda Demétrio/SESI-SP

 

O jogo 
O SESI Vôlei Bauru iniciou o jogo com a seguinte formação: Dani Lins, Tifanny, Suelle, Adenizia, Mara, Polina e Brenda. No primeiro set, o SESI Vôlei Bauru começa sofrendo no passe com o saque forçado de Osasco, que abre 6/2 e Anderson Rodrigues para o jogo. O SESI Vôlei Bauru segue errando muito e Osasco amplia para seis pontos no 10/4. O SESI Vôlei Bauru reduz para três no 11/8 e Osasco sustenta a vantagem até o 16/13, quando o SESI Vôlei Bauru faz o décimo-quarto ponto e Luizomar de Moura pede tempo. O SESI Vôlei Bauru volta a errar e Osasco amplia para cinco pontos no 20/15, quando Anderson pede tempo novamente. No reinício, os erros do SESI Vôlei Bauru se sucedem e Osasco se aproveita e fecha a parcial em 25/15. 

O segundo set começa com o Osasco apresentando vários erros e o SESI Vôlei Bauru abre 3/0. Sacando melhor, o SESI Vôlei Bauru chega ao 8/4 e Osasco pede tempo. O duelo segue bastante equilibrado, mas com o SESI Vôlei Bauru à frente sustentando os quatro pontos no 17/13, quando Osasco para o jogo. Osasco diminui para três pontos no 22/19 e Anderson pede tempo. No recomeço, Osasco reduz para 1 ponto no 22/21, mas o SESI Vôlei Bauru não permite nova reação e fecha a parcial em 25/21. 

O terceiro set começa equilibrado até o 6/6, quando o SESI Vôlei Bauru passa a errar e permite a Osasco abrir vantagem de três pontos no 9/6, quando Anderson pede tempo. Osasco amplia para cinco pontos no 14/9 e Anderson para o jogo novamente. O SESI Vôlei Bauru segue errando e Osasco aproveita para ampliar a vantagem para sete pontos no 19/12. Com a vantagem confortável no placar, e o SESI Vôlei Bauru continuando a errar, Osasco ganha tranquilidade para fechar a parcial em 25/18. 

O quarto set começa exatamente como no terceiro set: disputado ponto a ponto. Mas, desta vez, em ótima passagem no saque de Polina, é o SESI Vôlei Bauru quem abre vantagem de três pontos no 10/7 e Osasco para o jogo. No recomeço, o SESI Vôlei Bauru amplia para sete pontos no 16/9 e Luizomar pede tempo novamente. Osasco corta a desvantagem para três pontos no 20/17, mas o SESI Vôlei Bauru não se abala e fecha a parcial em 25/18. 

O quinto set começa com Osasco abrindo 4/1 e Anderson Rodrigues pede tempo. O SESI Vôlei Bauru reage e empata em 5/5, mas Osasco volta a abrir vantagem com sequência de bloqueios e, com 9/5 contra, Anderson para o jogo. O SESI Vôlei Bauru diminui para três pontos no 10/7 e é a vez de Osasco parar o jogo. O SESI Vôlei Bauru encosta no 10/9 e Osasco para novamente o jogo. O SESI Vôlei Bauru empata em 12/12, mas o Osasco chega ao 14/12 com bloqueio sobre Tifanny. Polina faz o décimo-terceiro ponto para o SESI Vôlei Bauru e Tifanny empata em 14/14. Osasco faz 15/14 em bloqueio sobre Tifanny e fecha em 16/14 em ataque de Tandara. 

As maiores pontuadoras do SESI Vôlei Bauru no duelo foram a oposta Polina, com 19 pontos, a ponteira/oposta Tifanny, com 16, Adenizia, com 10, a ponteira Suelle e a central Mara, ambas com 7 pontos. 

O técnico Anderson Rodrigues reconheceu que a equipe cometeu mais erros do que o normal. “Foi um jogo nervoso, com muitos erros das duas equipes. Erramos bastante, mais até do que vínhamos errando, mas foi uma partida e isso não significa que Osasco já ganhou. Estamos atrás, mas ainda temos mais um jogo pela frente para buscarmos a vitória”, ressaltou o treinador do SESI Vôlei Bauru. 

Já a central Adenizia destacou que um dos principais “pecados” da equipe no confronto foi um melhor equilíbrio coletivo. “Tivemos bons momentos na partida, mas estávamos muito desconcentradas, querendo virar muito na força. Sabemos que temos de jogar priorizando o coletivo, não enfrentando bloqueio e acreditando que nosso bloqueio vai chegar e nossa defesa vai subir. Temos de voltar para casa agora, analisarmos os erros e acertos e tentarmos aproveitar que teremos essa segunda chance”, frisou a atleta. 

Leia também