Menu Site
 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
03/04/2019 14:59 - atualizado às 15:20 em 11/11/2019

Na cultura brasileira, o esporte ainda não é visto como uma área 100% fundamental para a vida do ser humano. Menos de 40% dos brasileiros costumam praticar algum tipo de esporte ou atividade física, segundo a pesquisa Práticas de Esporte e Atividade Física, da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) 2015, do IBGE.

Com esse cenário, a mudança de comportamento desde a fase inicial da vida até a fase adulta vem sendo um viés trabalhado fortemente pela indústria por meio do SESI-SP. O vínculo entre esporte e educação, criando um legado de cultura do esporte já nos primeiros anos de formação do cidadão tem demonstrado progressos em todo o Estado de São Paulo.

Além de trazer benefícios à saúde, a atividade física rotineira contribui para o desenvolvimento do corpo e da mente. Os ganhos são inúmeros. Pensando especificamente no universo das crianças e adolescentes, é possível trabalhar habilidades, autoestima, raciocínio e as diferentes realidades no campo sociocultural quando praticam esporte.

E com os olhos voltados para o futuro desse cidadão, o Sesi-SP tem desenvolvido nos últimos 28 anos em seus Centros de Atividades (CATs) e por meio de convênios com prefeituras de todo o Estado de São Paulo, o programa Atleta do Futuro. De forma gratuita tanto para alunos da indústria como para o público geral, o programa promove formação e cultura esportiva para crianças e jovens de 6 a 17 anos com a proposta de contribuir para a garantia do direito de acesso ao esporte de qualidade a partir da metodologia elaborada pelo SESI-SP, que alinha o esporte ao desenvolvimento integral dos participantes.

“O Atleta do Futuro é um dos programas mais importantes de formação esportiva do Brasil e nos últimos 10 anos houve uma expansão significante. Temos professores motivados e capacitados, sistema de avaliação e metodologia adequada. O SESI-SP por meio do Atleta do Futuro pensa nas várias etapas da formação do aluno/atleta, não deixando ninguém para trás, não selecionando de forma precoce e valorizando também o talento esportivo”, explicou Eduardo Carreiro, gerente executivo de esporte e vida saudável.

Ao promover a formação esportiva, o SESI-SP possibilita que os alunos aprendam diferentes modalidades esportivas, com conteúdos e estratégias adequadas para cada faixa etária. Ao difundir a cultura esportiva, a instituição permite ainda que o aluno desenvolva uma relação na qual o esporte faça parte de sua vida, seja como praticante, espectador ou profissional. Além disso, o programa ainda tem como um dos pilares a participação da família por meio de reuniões, eventos e colaboração no sistema de avaliação do aluno.

Levando em consideração o olhar do professor sobre a evolução do aluno, o sistema de avaliação também prioriza uma análise do próprio participante e também da família, com a ideia de avaliar a promoção da formação esportiva e da cultura esportiva de cada participante. Essa ação vai ao encontro ainda com a Pedagogia do Exemplo, tanto pela oportunidade de interação e aprendizado com os atletas do rendimento, o que o estimula ainda mais, quanto pelo exercício do protagonismo juvenil, com a figura dos embaixadores do esporte. Alunos se tornam responsáveis por representar o programa e propagar a cultura e os valores esportivos.

As conquistas do programa ultrapassaram o número de convênios e chegaram até os pódios das modalidades. Com a ampliação de atendimentos por meio dos termos de cooperação técnica, o Atleta do Futuro atingiu em 2018 seu maior número na história, levando formação e cultura esportiva de qualidade a mais de 130 mil crianças e jovens do Estado. Nos últimos 10 anos, o programa teve um crescimento de cerca de 94 mil alunos atendidos. Esse crescimento também pode ser visto nas conquistas dos atletas oriundos do programa.

Os alunos estão sempre sob olhares de treinadores e especialistas das modalidades, o que possibilita o avanço dentro dos programas do SESI-SP, passando da iniciação e primeiro contato com o esporte para uma evolução e desenvolvimento. O Treinamento Esportivo é o principal elo entre os alunos do Atleta do Futuro e o Rendimento Esportivo. Crianças e adolescentes que se destacam no programa de iniciação evoluem para um nível mais elevado dentro da modalidade e passam a integrar as equipes de treinamento, e consequentemente chegam as categorias de base. Com esse viés, o programa já atingiu um total de 5.936 alunos, superando a meta em 204%.

Exemplo do sucesso no trabalho desenvolvido dentro do Atleta do Futuro, hoje, mais da metade dos atletas que compõem as equipes feminina e masculina adultas de polo aquático do SESI-SP são oriundas do programa. Brigando por títulos estaduais e nacionais, esses atletas também aparecem no cenário internacional por meio de convocações para integrarem a seleção brasileira, como é o caso do Marco Paulo Pedroso e da Mariane Cosmo Cardoso, por exemplo. 

E assim como acontece no polo aquático, no judô também é possível encontrar atletas que se destacaram dentro de seus grupos na fase de iniciação esportiva e hoje despontam no cenário de alto rendimento. Campeã pan-americana, do Open no Chile, da seletiva olímpica e vice-campeã brasileira, Laislaine Rocha é um nome de destaque no judô do SESI-SP e do Brasil. A judoca, ao lado do companheiro de equipe Marcos Soares (campeão do Circuito Mundial Juvenil) integram o time da indústria desde o Atleta do Futuro e são nomes fortes para o próximo ciclo olímpico.

Dentro e fora das equipes de rendimento do SESI-SP é possível encontrar frutos da casa. Das modalidades olímpicas até as paralímpicas os atletas representam não só as cores da indústria como outros times.

LEIA TAMBÉM