Menu Site
 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
01/07/2019 13:59 - atualizado às 11:23 em 15/07/2019

Os dois últimos finais de semana do mês de junho foram de muitas conquistas para os atletas do karatê e luta olímpica do Sesi-SP. Com um total de 12 medalhas em duas competições, as equipes seguem colhendo frutos do trabalho de formação, que vai desde os programas Atleta do Futuro e Treinamento até o Rendimento Esportivo.

Disputando o 2º Open Nacional CPN de Karatê em Passos, Minas Gerais, nos dias 22 e 23 de junho, a equipe de Karatê do Sesi-SP seguiu para o torneio com 12 atletas e retornou para casa com 11 medalhas, sendo 4 de ouro, 4 pratas e 3 bronzes, além do 6º lugar na classificação geral do torneio.

Na categoria júnior, Wendell Ferreira ficou com a prata no estilo kata, enquanto na disputa entre os seniores de 16 anos ou mais, Felipe Agra também garantiu uma prata. No feminino, dobradinha do Sesi-SP, Giovana César conquistou o ouro e Luiza Silva a prata.

No estilo kumite, mais uma vez os atletas da indústria dominaram o pódio na categoria sênior. Thamires Almeida ficou com o ouro na disputa até 50kg, enquanto Brenda Padilha foi a melhor na bateria +68kg. A quarta prata da equipe veio com o carateca Felipe Santos (-67kg).

Na terceira colocação, Matheus Santos (-84kg), Matheus Diotto (+84kg) e Maria Fernandez (-55kg) também fizeram bonito e ficaram com o bronze em suas categorias. Assim, encerrando a participação do Sesi-SP com excelência.

Pan-Americano Wrestling

A equipe brasileira de luta olímpica fechou sua participação no Pan-Americano Cadete 2019, realizado em Morélia, no México, neste final de semana, com quatro medalhas de bronze. Entre os destaques nacionais, Gabriel Souza, atleta do Sesi-SP, foi um dos brasileiros a ter sua conquista premiada.

Gabriel, que luta na categoria até 92kg, disputou sua prova no sistema todos contra todos. Na estreia, o paulista bateu o peruano Kleydder Quispe por superioridade técnica com o placar de 10 a 0. Na sequência sofreu dois revezes, contra o mexicano Jorge de Lan e depois diante do norte-americano Mike Misita, mas o atleta não desaminou. Na última luta contra o canadense Arjun Dhesi, Gabriel precisava vencer ou vencer para ficar com a medalha. E foi o que ele fez, dominou o combate, fez 8 a 0 no placar e subiu ao pódio para receber a última medalha do Brasil no torneio.

Gabriel, bronze no Pan-Americano Cadete 2019/Divulgação

 

LEIA TAMBÉM