O que está buscando?
MEU SESI - Entrar

Felipe Bardi conquista o título Sul-Americano nos 60m e garante vaga para o Mundial de Atletismo Indoor

O atleta superou em um centésimo os 6.63 estabelecidos pela World Atlhetics para o Mundial Indoor

 Por: Sesi São Paulo
25/02/202212:14- atualizado às 17:55 em 14/06/2022

Representando a seleção brasileira, o velocista olímpico do Sesi-SP Felipe Bardi dos Santos conquistou o título inédito Sul-Americano Indoor de Atletismo na prova dos 60 m com a marca 6.62, superando em um centésimo os 6.63 estabelecidos pela World Atlhetics para o Mundial Indoor que será realizado de 18 a 20 de março, em Belgrado, na Sérvia. 

“Estou muito feliz. Graças a Deus deu tudo certo. É uma prova que eu já fui pensando mesmo em conquistar a vaga para o Mundial porque seria a nossa oportunidade de fidelizar o índice dos 60 metros. Então eu já cheguei na competição focado e querendo muito fazer esse índice. Primeiramente, pensei em chegar na final, mas eu queria muito fazer o índice e já queria ter esse primeiro contato em uma pista fechada. E tudo aconteceu de forma muito positiva porque a gente não tem a oportunidade de correr no Brasil em pista indoor (fechada) oficial. Agradeço a Deus, a seleção, a toda equipe do Sesi por esse momento e por ter feito a melhor marca”, declarou Bardi.

O técnico da equipe de atletismo do Sesi-SP e que integrou a comissão técnica da delegação brasileira, Darci Ferreira conta que foi a primeira vez que o Felipe correu em pista indoor oficial e que o velocista se sobressaiu a cada tiro.

“O mais legal é que ele venceu o Sul-Americano e foi para capa do World Atlhetics que é órgão máximo que rege o atletismo mundial. Foi muito importante ele ter feito isso aqui na América do Sul com uma excelente marca. Então estou muito contente”, explicou Darci.

O objetivo do técnico era ver Bardi e Erik Felipe Cardoso no pódio com boas marcas. O velocista Erik, dono da marca 10.01 na prova dos 100 m na pista outdoor da América do Sul, por muito pouco não subiu ao pódio. ”Infelizmente o Erik sofreu uma queda na semifinal. Mesmo com dor ele correu a final dos 60 m com tempo 6.71 e por um centésimo ele ficou em quarto lugar. Eu acredito que a experiência foi muito válida porque agora ele sabe como é uma competição em uma pista indoor”, explicou Darci.

Agora a preparação segue a todo vapor para o Mundial. Erik e Felipe estão focados e treinando muito bem. Felipe conta que o recorde o recorde brasileiro nos 60 m é 6.52, uma marca muito forte.

“Eu já estou estudando como foram os mundiais anteriores, as classificações, o quanto precisa correr para estar na final. Para eu chegar em uma semifinal tem que correr na casa dos 6.50 até 6.59. Claro, se eu correr 6.55, 6.53 já é uma marca muito boa. Precisamos traçar um plano, ver os detalhes que precisamos acertar como a saída de bloco, transição. Queremos chegar muito bem e, se Deus quiser, representar muito bem o nosso país, o Sesi e fazer uma ótima competição. Eu amo correr”, declarou Felipe.

Erik, Darci e Felipe

Leia também