Menu Site
 Por: Núcleo de Comunicação

O Núcleo Literário do SESI-SP estreia no segundo semestre de 2019, reafirmando a vanguarda já conhecida da organização na formação cultural gratuita.

De maneira contínua e diversificada, os cursos livres são voltados para os mais diversos públicos, que têm como objetivo transpor o limite entre serem consumidores para se tornarem produtores de cultura. O SESI-SP atua na formação de agentes de transformação para o desenvolvimento da cidadania.

Os núcleos, que são espaços para intercâmbio de interesses entre os alunos e mediação por parte dos professores, já somam três décadas no SESI-SP, assim como a área de Difusão Literária abraça o mais antigo projeto em pleno vapor, a Caixa de Cultura.

No decorrer dessa história, muitos escritores e ilustradores premiados nacional e internacionalmente passaram pelo SESI-SP, para os mais diversos projetos. Atualmente, o Sábado Literário é um exemplo de programação que abrange milhares de pessoas em todo o Estado, além do Literatura Livre, o Clube Literário e o Minuto Literatura.

 

O Núcleo Literário está dividido em três módulos, cada um com 8 horas de duração.

Cada tema compreende quatro aulas, uma por semana, cada uma com duas horas de duração.

 

2019

 

PÚBLICO-ALVO:

  • Educadores
  • Agentes Culturais
  • Mediadores Culturais
  • Profissionais da informação
  • Pessoas que tenham interesse no assunto

 

Vasto Mundo dos Microcontos

Ministrada por: João Anzanello Carrascoza

Classificação: 18 anos

Dias: 05/09, 12/09, 19/09 e 26/09 (quintas-feiras)

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Centro Cultural FIESP – Sala Educativo

Número de vagas: 30 (máximo)

Inscrições: https://www.sesisp.org.br/meu-sesi

Gratuito.

 

Conteúdo programático:

1- O conto (definição)

2- Elementos do conto (foco narrativo, personagens, ação, desfecho)

3- Exemplos de conto e seus subgêneros (short story, miniconto e microconto)

4- A criação de microcontos (exercícios) – tema geral

5- A criação de microcontos (exercícios) – tema específico da oficina (a ser

definido).

 

Objetivos:

  • Partilhar com os participantes os princípios que norteiam o conto contemporâneo;
  • Estimulá-los a produzir micro-histórias, sobretudo relacionadas a um tema da vida contemporânea;
  • Reunir os melhores microcontos para gerar como uma coletânea a ser publicamente divulgada.

 

João Anzanello Carrascoza é escritor e professor da ESPM e da Escola de Comunicações e Artes da USP, onde fez mestrado e doutorado em Ciência da Comunicação. Publicou os romances Aos 7 e aos 40 e Caderno de um ausente, as coletâneas de contos O volume do silêncio, Espinhos e alfinetes, Amores mínimos e Aquela água toda, entre outras, e os livros de microcontos Linha única e Vamos acordar o dia?. Dos prêmios que recebeu destacam-se o Jabuti, Guimarães Rosa (Radio France Internationale), Fundação Biblioteca Nacional, APCA e Fundação do Livro Infantil e Juvenil.

Confira os vídeos com as produções de textos dos alunos:

- Natal

- Ano Novo

PÚBLICO-ALVO:

  • Educadores
  • Agentes Culturais
  • Mediadores Culturais
  • Profissionais da informação
  • Pessoas que tenham interesse no assunto

 

Quanta história numa história!

Ministrada por: Ana Luiza Lacombe

Classificação: 18 anos

Dias: 03/10, 10/10, 17/10 e 24/10 (quintas-feiras)

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Centro Cultural FIESP – Sala Educativo

Número de vagas: 30 (máximo)

Inscrições: https://www.sesisp.org.br/meu-sesi

Gratuito.

 

Conteúdo programático:

Primeiro Encontro

 

  • Educadores
  • O Corpo do Contador
  • O papel do Contador de Histórias nos dias de hoje
  • A importância das historias na formação do ser humano
  • Gêneros literários dos contos populares (mitos, fábulas, contos de fadas e lendas)

 

 

Segundo Encontro

 

  • A sombra e o medo nas histórias
  • Formação de repertório / faixa etária
  • Estrutura da história
  • Distribuição das histórias entre as duplas ou trios

 

 

Terceiro Encontro

 

  • Mediação, narração oral e leitura
  • Uso da Voz e corpo (exercícios)
  • Preparação de uma história (e recursos vocais e corporais)

 

 

Quarto Encontro

 

  • Ensaio das histórias / supervisão
  • Roda final: experimentar narrar uma história e tentar se apropriar dos temas abordados no curso
  • Devolutiva

 

 

Objetivos:

  • Compreender o poder das histórias e sua importância para a formação do indivíduo
  • Tomar contato com algumas técnicas para se contar histórias
  • Identificar as dificuldades e soluções para exercer uma boa narrativa

 

Ana Luiza Lacombe é atriz, contadora de histórias, escritora e figurinista. Carioca, radicada em São Paulo, atua desde 1980 como atriz e, com o passar dos anos, foi ampliando sua área de atuação. Desde 2002 vem se interessando e pesquisando o trabalho de narração de histórias associando-o à sua experiência no teatro. Em 2003, montou o espetáculo “Fábulas de Esopo” com o qual ganhou o Prêmio APCA de Melhor atriz 2003 e teve três indicações para o Prêmio Coca-Cola. Em 2006 estreou “Lendas da Natureza”. Com o espetáculo conquistou: o Prêmio APCA de Melhor Atriz, Prêmio Coca-Cola Femsa de Melhor Atriz e no 10º Festival Nacional de Teatro de Americana os prêmios: Melhor Espetáculo, Melhor atriz e Melhor direção.

PÚBLICO-ALVO:

  • Escritores
  • Jornalistas
  • Artistas
  • Redatores
  • Livreiros
  • Roteiristas
  • Estudantes de Literatura
  • Pessoas interessadas em tornar mais criativa a sua escrita

 

Arte longa, escrita breve

Ministrada por: Ronaldo Bressane

Classificação: 18 anos

Dias: 07/11, 14/11, 21/11 e 28/11 (quintas-feiras)

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Centro Cultural FIESP – Sala Educativo

Número de vagas: 30 (máximo)

Inscrições: https://www.sesisp.org.br/meu-sesi

Gratuito.

 

Conteúdo programático:

 

  • Aula inaugural: integração e exposição da metodologia. Teoria: história do ensaio, alguns ensaístas importantes, limites e definições do gênero. Montaigne. Teoria: Crônica. A autoficção; a linguagem subjetiva. Rubem Braga, Paulo Mendes Campos, Antonio Prata, Alexandra Lucas Coelho. Proposta 1.
  • Leitura crítica dos textos produzidos para proposta 1. Teoria: Ensaio. Síntese de autoficção, reportagem e reflexão. Kalaf Epalanga, Karl O. Knausgard, Djaimilia P. Almeida, Nick Tosches, Margarita García Robayo. Proposta 2.
  • Leitura crítica dos textos criados para proposta 2. Teoria: Microconto. Tempo, espaço e personagem em doses mínimas. Dalton Trevisan, Rubem Fonseca, Lydia Davis, Natércia Pontes, Alex Epstein, Max Aub, Manoel Carlos Karam. Proposta 3.
  • Leitura crítica dos textos criados para propostas 3, 2 e 1. Reflexão final sobre Edgar Allan Poe, Cartier-Bresson e o instante decisivo.

 

 

Objetivos:

  • Neste curso, o frequentador poderá testar sua escrita de textos breves ao mesmo tempo em que acessa o melhor da literatura contemporânea. As definições de crônica, de conto, de ensaio; os embates entre autoficção e metaficção; as encruzilhadas entre jornalismo, literatura e academia –alguns pontos turísticos onde o percurso desta oficina literária vai aportar.

 

Ronaldo Bressane , paulistano, 48 anos, estudou Comunicação na FAAP, Letras na USP e é mestrando em Estudos Literários na Unifesp. Passou por redações como Trip, seLecT, Estadão e revistas da editora Abril, é crítico literário do caderno Aliás e colabora em veículos como Bravo!, Cândido e Ponto. É autor dos romances Escalpo (romance, Reformatório) e Mnemomáquina (Demônio Negro), dos romances gráficos Sandiliche (Cosac Naify) e V.I.S.H.N.U. (Companhia das Letras), e organizou a antologia de contos Essa História Está Diferente (Cia das Letras). Desde 2005 ensina escrita criativa em lugares como Instituto Vera Cruz, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Casa das Rosas, Casa do Saber, Universidade do Livro, Centro Cultural B_arco, Espaço Cult, Istituto Europeo di Design, Tapera Taperá, Escrevedeira e variadas unidades do Sesc de todo o país; há 4 anos mantém o laboratório de ficções breves Submarino. Site: ronaldobressane.com.