Qualidade de vida

Programa de Gestão de Fatores de Risco Psicossocial

 

Os riscos psicossociais e o estresse relacionado ao trabalho figuram entre os maiores desafios no que diz respeito à segurança e saúde nesse ambiente e têm um impacto significativo na saúde dos indivíduos, das organizações e economias nacionais.

Riscos psicossociais são aspectos da concepção, organização e gestão do trabalho e de seus contextos sociais e ambientais, que têm o potencial de causar dano psicológico, social e físico.

A European Agency for Safety and Health at Work – EU-OSHA descreve dez características da organização do trabalho que podem ter efeitos negativos sobre a saúde física e mental, direta ou indiretamente, por meio de estresse.

  • Teor do trabalho: Ausência de variações ou ciclos curtos de trabalho, trabalho fragmentado ou sem sentido, subutilização de habilidades, alto nível de incerteza, exposição contínua a pessoas devido ao serviço realizado.
  • Carga e ritmo: Sobrecarga ou pouca carga, ritmo das máquinas, altos níveis de pressão por tempo, trabalhadores continuamente sujeitos a prazos.
  • Horário: Turno de trabalho, turnos noturnos, horários não flexíveis, períodos longos, imprevisíveis ou sem convívio social.
  • Controle: Baixa participação na tomada de decisões, falta de controle da carga, do ritmo, da escala de trabalho, etc.
  • Ambiente e equipamentos: Disponibilidade de equipamentos; compatibilidade ou manutenção inadequadas; condições ambientais ruins, como falta de espaço, iluminação fraca e ruído excessivo.
  • Cultura organizacional e função: Pouca comunicação, baixos níveis de apoio para solução de problemas e para desenvolvimento pessoal, falta de definição ou acordo sobre os objetivos organizacionais.
  • Relações interpessoais: Isolamento físico ou social, precariedade das relações com superiores, conflito interpessoal, falta de apoio social.
  • Papéis na organização: Ambiguidade e conflito de papéis, responsabilidade das pessoas.
  • Desenvolvimento da carreira: Estagnação e incerteza, baixa promoção ou promoção em excesso, remuneração precária, insegurança e baixa valorização do trabalho.
  • Interface lar-trabalho: Demandas conflitantes no trabalho e na vida pessoal, pouco apoio no lar, carreira dupla.

Uma gestão pobre dos riscos psicossociais gera altos custos para os trabalhadores, empregadores e para a sociedade. Já uma adequada gestão dos riscos psicossociais tem diversos impactos positivos, em várias dimensões.

Benefícios para o trabalhador:

  • mais saúde e bem-estar;
  • desenvolvimento das potencialidades do indivíduo;
  • realização e satisfação no trabalho.

Benefícios para o empregador:

  • prevenção de acidentes;
  • melhores índices de produtividade;
  • redução de custos com absenteísmo;
  • redução de custos com serviços de saúde;
  • melhora da imagem da empresa;
  • engajamento da força de trabalho;
  • retenção de talentos.

Programa de Gestão de Fatores de Risco Psicossocial

O Sesi-SP oferece uma consultoria para a implantação do Programa de Gestão de Fatores de Risco Psicossocial, executado por um comitê de gestores da empresa capacitado pelo Sesi-SP. O consultor do Sesi-SP tem participação ativa na execução de todas as etapas do programa, dando o apoio técnico, conceitual e metodológico.

Objetivos

  • Promover a saúde física, mental e social por meio da gestão de fatores de risco psicossocial no ambiente de trabalho.
  • Prevenir estresse relacionado ao trabalho, violência, assédio e bullying.
  • Promover um ambiente feliz e saudável associado a uma empresa produtiva e competitiva.

Sobre o programa – etapas de implantação

Psicossocial

Duração  300 horas.
A quem se destina  Empresas beneficiárias – contribuintes do segmento industrial. 
Empresas não beneficiárias – não contribuintes.
Onde encontrar  Em todas as 55 unidades do Sesi no Estado de São Paulo. Para mais informações, entre em contato com a mais próxima. Clique aqui e confira a lista de endereços e telefones das unidades do Sesi-SP.
Investimento e retorno  A implantação do programa de Gestão de Fatores de Risco Psicossocial prevê um custo de consultoria fixo mensal. Em contrapartida, o programa e seus planos de ação geram ganhos de eficiência, eficácia e produtividade no trabalho.