Triatletas do Sesi-SP vencem Brasileiro de Triathlon - Notícia - SESI SP

Triatletas do Sesi-SP vencem Brasileiro de Triathlon

09/05/2017 - Esporte

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Quatro atletas do Sesi-SP subiram ao pódio no último sábado (6 de maio) pelo Campeonato Brasileiro de Triathlon de 2017, na Praia de Cabo Branco, em João Pessoa, na Paraíba. No masculino, Reinaldo Colucci ficou em primeiro lugar, e Flávio Queiroga, em segundo. Pelo feminino, Luísa Baptista ficou com a prata no geral e o ouro pela categoria sub-23, enquanto Luma Guillen ficou com a prata também no sub-23.

Num dia típico nordestino, com mar calmo, praticamente sem ondas, céu azul e muito calor, a largada foi dada às 7h30 para todas as categorias, partindo das areias da praia do Cabo Branco. E logo de cara um pequeno grupo foi formado na natação, primeira etapa da prova. Cerca de 8 atletas iniciaram os 40 km do ciclismo bem parelhos, entre eles Reinaldo Colucci, Marcus Fernandes, Eduardo Lass, Kauê Willy, Flávio Queiroga, Matheus Diniz, Anton Ruanova, Guto Sorbo e Bruno Vieira.

Mesmo seguindo no meio do grupo, Colucci conseguiu alcançar a dianteira ainda no começo. Após neutralizar várias tentativas de fuga dos adversários, o atleta do Sesi-SP soube aproveitar melhor o momento e atacou o pelotão dos líderes. Guto Sorbo chegou a acompanhar Colucci, mas na subida de uma das ladeiras a corrente de sua bicicleta arrebentou, e Colucci seguiu sozinho.

O ciclismo do triatleta da indústria lhe assegurou uma vantagem de três minutos para os adversários, possibilitando ainda apenas administrar o ritmo nos 10 km de corrida. Colucci fechou a prova em 2h00’49”. A briga pelo 2º lugar foi decidida apenas na linha de chagada, sendo disputada ombro a ombro durante a corrida por Matheus Diniz, Kauê Willy e Flavio Queiroga, mas quem levou a melhor foi Queiroga, que venceu no sprint com o tempo de 2h02’40”. Willy foi o 3º geral e campeão da sub-23 com 2h02’41”.

“Fico muito orgulhoso de ser mais uma vez campeão brasileiro na distância olímpica. Eu que já fui por muito anos um dos atletas mais jovens no start list das provas, hoje passo a compartilhar a linha de largada com atletas muito mais jovens. Sabemos que isso é natural tanto na nossa vida como no esporte, e por isso encaro cada oportunidade de competir como algo especial. Estou ficando mais velho, mas não obsoleto”, comemorou Colucci ao final da prova.

Pelo feminino, Luiza Baptista e Luma Guillen, do Sesi-SP, foram as primeiras a sair da água, com uma vantagem de um minuto e 15 segundos para Bia Neres (do Pinheiros), mas essa diferença não durou muito, já que rapidamente Neres buscou Guillen e Baptista no ciclismo.

Topo do pódio para para os atletas do Sesi-SP no masculino. 
Foto: Divulgação/Sesi-SP

Luísa e Bia se mantiveram juntas até o início da corrida, até que a adversária mostrou total domínio e com uma corrida forte venceu a prova e se tornou campeã brasileira de triathlon com o tempo de 2h11’02”, título inédito em sua carreira. Luísa Baptista foi a segunda a cruzar a linha de chegada e foi campeã da categoria sub-23 com o tempo de 2h14’59”. Luma Guillen ficou com a segunda colocação na categoria sub-23 com o tempo de 2h25’16”.

“Foi uma prova muito sofrida do início ao fim. Além da força para alcançar a adversária, o calor estava muito forte. Mas saio desses dois finais de semana satisfeita por atingir o que tínhamos como objetivo, tanto eu como a comissão técnica”, comentou Luísa, que uma semana antes ficou com o título da Copa Continental de Salinas, no Equador.

Prata no geral, Luísa Baptista foi ouro no sub-23 
Foto: Divulgação/Sesi-SP