Sesi-SP vence o Vôlei Brasil Kirin e reassume a vice-liderança da Superliga masculina 2016/17 - Notícia - SESI SP

Sesi-SP vence o Vôlei Brasil Kirin e reassume a vice-liderança da Superliga masculina 2016/17

24/02/2017 - Esporte

 Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp 

A noite desta quinta-feira (23) era de novas definições na tabela de classificação da Superliga masculina 2016/17, e assim se fez. Jogando em casa, o time de vôlei do Sesi-SP suou, mas conseguiu recuperar a vice-liderança ao superar o Vôlei Brasil Kirin. O placar de 3 sets a 1 (31/29, 17/25, 25/21 e 25/16), rendeu para o time da Vila Leopoldina o total de 46 pontos em 19 jogos e manteve a equipe com um ponto de diferença para o terceiro colocado, o Taubaté, com 45.

Importante para a sequência na competição nacional, o resultado positivo no clássico paulista, mantem os comandados do técnico Marcos Pacheco na cola do líder Cruzeiro e os embala para a disputa da décima rodada, em Contagem/MG, logo após o Carnaval. Para o oposto Theo, maior pontuador da partida com 20 acertos, a complexidade da partida já era esperada e a vitória em casa deixa o time ainda mais forte.

“A gente já sabia que não seria uma partida fácil, tem o histórico de confronto entre as equipes e valia mudança na tabela. Mas conseguimos organizar nosso time em quadra e conquistamos uma vitória importante dentro de casa, o que é melhor ainda para nossa sequência”, comentou o camisa sete.  

Após perder para os campineiros no primeiro turno, jogando em Belém, o Sesi-SP reencontrou a vitória contra o Brasil Kirin e aumentou ainda mais o retrospecto positivo contra os rivais. Desde a temporada 2010/11, quando o Sesi-SP se sagrou campeão pela primeira vez da Superliga, foram dezoito duelos, com onze vitórias do time da capital, sendo quatro válidas pela fase dos playoffs.

A partida começou forte e decidida em alguns detalhes. Logo na primeira parcial, as equipes não deram muitas chances para os erros e levaram o resultado até os 31 pontos. Na sequência, Diogo e Vini voltaram a dar trabalho para a defesa do time da capital paulista e com uma certa tranquilidade deixaram o placar geral em 1 a 1. Com Alan sentindo câimbra e o ponteiro Fábio entrando no lugar dele, o Sesi-SP sentiu um pouco no começo do terceiro set, mas na garra e com o apoio da torcida, virou a parcial.

A partida que trouxe novas definições para a tabela. Foto:  Karen Griz/Divulgação Sesi-SP

 

Após um clima quente entre as equipes, resultando em um cartão vermelho para cada lado, o Sesi-SP cresceu no jogo e manteve a frente do placar até o final da partida. Com direito a ace do jovem Fábio logo no início do quarto set e Lucão forte no bloqueio, os comandados do técnico Marcos Pacheco abriram boa vantagem e ditaram o ritmo da parcial. Forte não só no bloqueio como no saque, o central voltou a complicar a vida da recepção campineira e com um ace ajudou o time da capital paulista fechar o jogo em 3 sets a 1. Um dos responsáveis pela boa dinâmica do Sesi-SP em quadra, o levantador Bruninho foi eleito o melhor jogador da partida e ficou com o troféu VivaVôlei.

O Sesi-SP entrou em quadra com o levantador Bruninho, o oposto Theo, os centrais Lucão e Riad, os ponteiros Douglas e Alan e o líbero Serginho. Entraram Pureza, Rafa, Leitzke, Fábio e Aracaju. Enquanto o Vôlei Brasil Kirin começou com o levantador Rodriguinho, o oposto Riva, os centrais Maurício Souza e Vini, os ponteiros Diogo e Temponi e o líbero Tiago Brendle. Entraram Jotinha e Gregore.

O próximo compromisso do grupo da capital paulista está marcado para o próximo sábado, dia 04 de março, às 20h30, no ginásio do Riacho, em Contagem/MG, contra o Sada Cruzeiro. A partida será transmitida ao vivo pelo Sportv.

Superliga feminina

Na disputa do grupo feminino, as meninas do Sesi-SP chegaram a empatar o jogo no segundo set, vencendo a parcial por 25/19, contra o Genter Vôlei Bauru, mas não conseguiram manter o ritmo durante toda partida. O time comandado pelo técnico Giuliano Ribas, o Juba, sofreu o revés contra as bauruenses por 3 sets a 1 (14/25, 25/19, 15/25 e 16/25) e permanecem na 11ª posição com sete pontos.