Sesi-SP perde no tie break para o Minas pela Superliga - Notícia - SESI SP

Sesi-SP perde no tie break para o Minas pela Superliga

30/01/2016 - Esporte

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Ao sair da Vila Leopoldina na semana passada para dois compromissos na região mineira, o objetivo do time masculino de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) era voltar para casa com dois resultados positivos, mas não foi o que aconteceu. Após passar com vitória por Montes Claros (3 sets a 1) na última quinta-feira (28), a equipe do técnico Marcos Pacheco seguiu para Belo Horizonte e enfrentou o Minas Tênis Clube na tarde deste sábado (30) pela Superliga 2015/16.

Com o placar de 3 sets a 2 (25/23, 25/20, 22/25, 21/25 e 15/17), o time paulista volta para casa com uma vitória e uma derrota, sem não conseguir devolver a derrota que sofreu em casa no primeiro turno. Ainda no começo da competição, o time da capital mineira foi até São Paulo e venceu o Sesi-SP também por 3 sets a 1. O time conquista apenas um ponto com o resultado e permanece na terceira posição, com 31 pontos.

"Viemos para cá na busca de bons resultados em jogos que perdemos no primeiro turno. Conseguimos uma ótima vitória em Montes Claros e aqui no Minas perdemos apenas por nossos erros. Começamos muito bem o jogo abrindo 2 a 0 e acabamos entrando no ritmo deles. O Minas soube levar o jogo e nos momentos finais de cada set errou menos e ficou com o placar", comentou Rafael Araújo, maior pontuador da partida com 25 pontos.

Douglas Souza também foi destaque e aparece como um dos maiores pontuadores, com 21 acertos. Pelo Minas, Escobar fez 20 pontos, e Everaldo marcou 13 vezes, sendo 7 de bloqueio; ainda foi escolhido como o melhor em quadra e ficou com o troféu Viva Vôlei.

Começando melhor, o Sesi-SP abriu 2 sets a 0 e contou com Douglas Souza, Rafael Araújo, Leandro e Murilo voando em quadra, mas pelo lado do Minas também não faltou destaque. Além de Escobar e Raidel atacando forte, o levantador Everaldo roubou a cena e, voando no bloqueio, ajudou a equipe na vitória.

Agora o time retorna para São Paulo e recebe na quinta-feira (4/2), às 20h, na Vila Leopoldina, o São José Vôlei pela quinta rodada da Superliga masculina. 

O Sesi-SP entrou em quadra com Thiaguinho, Rafael Araújo, Murilo, Douglas Souza, Leandro, Gustavão e o líbero Serginho. Entraram Vinhedo, Théo, Riad e Johan. O Minas mandou para o jogo Everaldo, Escobar, Canuto, Raidel, Flávio, Pétrus e o líbero Luciano. Entraram Carísio, Madaloz e Willian.

O jogo

Mais atento na partida, o Minas Tênis Clube começou melhor. Aproveitando os erros iniciais do Sesi-SP, abriu três pontos de vantagem. Recuperando a ansiedade, Gustavão teve calma e com uma bola chutada pelo meio de rede deixou tudo igual (3/3). Ponto a ponto disputado à risca, as equipes seguiram mantendo a atenção para não deixar ninguém sair na vantagem. Prova disso foi a diferença de apenas um ponto do Minas na primeira parada técnica do jogo (8/7). Com as duas equipes errando e dando pontos ao adversário, o set foi decidido nos detalhes. Após um ponto de saque do levantador Thiaguinho, colocando o time na frente (14/13), os comandados de Pacheco contaram com a presença de Riad na rede e com dois pontos de vantagem apenas fecharam a primeira parcial com 25/23.

O segundo set começou com Sesi-SP saindo na frente após um cartão vermelho para o Minas por reclamação referente ao último ponto da primeira parcial. Diferente do começo do jogo, o Sesi-SP voltou melhor para quadra e logo garantiu o primeiro tempo técnico na frente, com 8/5. Com Thiaguinho imprimindo uma boa visão do jogo e colocando Rafael Araújo, Douglas Souza e Leandro em boa posição de ataque, o time paulista abriu seis pontos de vantagem (12/6) e forçou o técnico do Minas, Nery Tambeiro a pedir tempo. Bem posicionado no bloqueio, com Gustavão e Rafael Araújo fechando a passagem, o Sesi-SP parou Escobar e garantiu mais um set (25/20).

Errando menos e com Escobar aparecendo mais, o Minas dominou boa parte do terceiro set e, sem desperdiçar os contra-ataques, saiu na frente nas duas paradas técnicas, com 8/7 e 16/14. Sentindo a pressão, o Sesi-SP logo apertou a marcação, afiou a mão e após um ataque fora do adversário, chegou ao empate (17/17). Com Leandro aparecendo bem no ataque e no bloqueio, o time da Vila Leopoldina abriu vantagem, mas após o levantador do Minas, Everaldo aparecer sozinho e muito bem no bloqueio, parando Douglas Souza, os adversários viraram o placar (24/22) e ficaram com o set (25/22).

Mantendo o equilíbrio, as equipes entraram focadas no quarto set e na busca de definições. O Sesi-SP querendo encerrar a partida e o Minas buscando se manter vivo no jogo. Com poucas aberturas de vantagem, o time da capital paulista garantiu as duas paradas técnicas (8/5 e 16/14). Quando tudo parecia correr bem, Everaldo mais uma vez cresceu no jogo e foi o nome do set. Com bola de xeque, bola de segunda e fechando o bloqueio sozinho na rede, o levantador foi o dono do set e garantiu a equipe na disputa após fazer 25/21.

No quinto e último set o Sesi-SP se saiu melhor e logo de cara abriu 3 a 1 após um ace do central Leandro. Mantendo o entrosamento e ligados em cada jogada, os meninos da Vila Leopoldina voltaram a crescer. Thiaguinho rodou bem as bolas e viu Douglas Souza e Rafael Araújo corresponderem fortemente pelas laterais, fazendo 8/4 na troca de lados. Mas, assim como nos dois últimos sets, em que o Minas, mesmo atrás, não desistiu, buscou o placar e virou, o time de Belo Horizonte caprichou nos ataques e chegou ao empate em 11/11. Com o apoio da torcida presente na Arena e aproveitando os erros do lado do Sesi-SP, o time comandado por Everaldo levou a melhor ao fazer 17/15.