Sesi-SP faz 3 a 0 no Sesc-RJ e fica a um passo da final da Superliga masculina - Notícia - SESI SP

Sesi-SP faz 3 a 0 no Sesc-RJ e fica a um passo da final da Superliga masculina

10/04/2018 - Esporte

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

O time masculino de vôlei do Sesi-SP visitou o adversário, Sesc-RJ, na noite desta terça-feira (10) e não se intimidou com a força da equipe em casa. O grupo da capital paulista venceu os cariocas por 3 sets a 0 (29/27, 25/22 e 26/24), no segundo jogo válido pelas semifinais da Superliga 2017/18.

O terceiro confronto da série melhor de cinco entre Sesi-SP e Sesc-RJ acontecerá no sábado, dia 14 de abril, na Arena Carioca I, no Rio de Janeiro (RJ). Em caso de vitória do time paulista, a vaga para a final estará garantida. Se o time carioca vencer, o quarto jogo será no dia 17 de abril, na Vila Leopoldina, em São Paulo.

Comandado pelo técnico Rubinho, o grupo da capital paulista conseguiu segurar a força do oposto PV e do central Thiago Barth tanto no ataque quanto no saque e, bem equilibrado, fechou o primeiro set na frente, no detalhe (29/27). Na segunda parcial não houve a mesma intensidade. Os donos da casa, mesmo apoiados pela torcida, não conseguiram crescer no jogo, e o Sesi-SP soube aproveitar melhor os erros do Sesc-RJ e com mais facilidade ampliou o placar.

Mais equilibrado, o jogo voltou a ser decidido com ponto lá, ponto cá. Paulistas e cariocas mantiveram suas forças dentro de quadra e não abriram vantagem. Enquanto William chamava Alan e Lipe para o jogo, pelo lado do Sesc-RJ Everaldo, que entrou no lugar do Thiaguinho, fazia o seu papel com Maurício Borges e João Rafael.

Empatadas até os últimos pontos, as equipes precisavam de um destaque para poder decidir a sequência do jogo, e foi o que aconteceu. O camisa 1 do Sesi-SP, Alan, seguiu para o saque e com duas bombas fechou o jogo em 3 a 0. O brilho no fundamento rendeu ao oposto a artilharia da partida com 13 pontos, seguido pelos companheiros Lipe e Lucão, com 12 acertos cada.

William, um dos responsáveis pelo destaque dos seus atacantes e ganhador do troféu VivaVôlei, ressaltou o resultado do confronto desta terça-feira e a importância de ter grandes nomes ao seu lado.

“Ajuda demais ter todos eles ao meu lado, isso é a vantagem de jogar em um grande time, com grandes atacantes. Hoje eu tentei acionar todos os jogadores para rodarem e pontuarem assim como o Alan. A confiança vem porque o time está jogando bem, isso dá mais motivação. Mas não tem nada ganho, é melhor de cinco, temos que vencer três, vamos seguir lutando, porque não será fácil”, comentou o capitão da equipe paulista.

O Sesi-SP entrou em quadra com o levantador William, o oposto Alan, os centrais Lucão e Gustavão, os ponteiros Lipe e Douglas Souza e o líbero Murilo. Entraram Evandro e Franco. O Sesc-RJ veio para o jogo com Thiaguinho, PV, Thiago Barth, Maurício Souza, Maurício Borges, João Rafael e Tiago Brendle.

Sesi-SP faz 3 a 0 no Sesc RJ na segunda partida da semifinal 
Foto: Marcos de Paula/RJ