Oito times de robótica representarão o Sesi-SP no exterior - Notícia - SESI SP

Oito times de robótica representarão o Sesi-SP no exterior

13/04/2017 - Educação

Alex de Souza, Agência Indusnet Fiesp

Já virou tradição. Todos os anos, alunos do Sesi-SP participam de torneios de robótica no exterior. No mês passado, a entidade enviou dez equipes para a Etapa Nacional do Torneio de Robótica, categoria First Lego League, em Brasília. A competição reuniu 74 times de escolas públicas e particulares de todo o país e classificou os melhores para os principais torneios de robótica do mundo. Entre eles estão oito equipes do Sesi-SP.

Nesta quinta-feira (13/04), o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, recebeu os estudantes na sede das duas entidades, na Avenida Paulista, em São Paulo. Campeões do torneio nacional pela segunda vez, os alunos de Birigui carimbaram o passaporte para o FLL World Festival, que será disputado de 19 a 22 de abril em Houston, EUA. Também se classificaram para a competição os times de Rio Claro e Boituva.

Em maio será a vez dos times de Itapira, Cerquilho e São José do Rio Preto, classificados para o Open European Championship, na Dinamarca. E em junho as equipes de Jundiaí e Bauru participam do Open International United Kingdom, no Reino Unido. Além dos classificados para os torneios internacionais, Skaf também recebeu os times de Ourinhos e Americana, que disputaram a competição nacional.

“Tenho muito orgulho pelo que vocês já conquistaram, pelo que vocês fazem e pelo que ainda vão fazer”, disse Skaf aos estudantes. “Sei que vocês vão voltar dos torneios no exterior com mais conhecimento, mais preparados para a vida”.

Não menos orgulhoso, o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni, destacou que “nunca deixou de acreditar na possibilidade de as pessoas superarem obstáculos”. “O Sesi-SP tem a virtude de perseverar e acreditar nas pessoas”, disse. “Queremos ver vocês brilhando”.

Representantes da equipe campeã de robótica da escola do Sesi-SP de Birigui, as alunas Victoria Vilela Nogarato e Ana Laura Esteves, ambas do nono ano, eram só gratidão a tudo o que aprenderam na rede. “O Sesi sempre nos motiva”, disse Victoria. “O que aprendemos aqui, vamos levar para a vida”, completou Ana Laura.

Entre homens e animais

Nesta temporada, o tema do torneio é Animal Allies. O objetivo é incentivar os competidores a melhorar a interação entre humanos e animais. Além do projeto de pesquisa, a competição também inclui o Desafio do Robô, modalidade em que os alunos constroem e programam um robô autônomo capaz de cumprir missões predeterminadas. A prova é realizada em uma mesa de competição, na qual os robôs devem executar as tarefas programadas em até dois minutos e meio.

Nas escolas da entidade, as crianças têm iniciação à robótica a partir do primeiro ano. Os trabalhos na área são desenvolvidos em sala de aula e supervisionados por analistas de suporte em informática. O torneio de robótica tem como parceiro a organização norte-americana For Inspiration and Recognition of Science and Technology (FIRST), fundada em 1989 para estimular o ensino e a prática da ciência e da tecnologia entre os jovens. Mundialmente, a entidade congrega mais de 212 mil estudantes, 19,5 mil times, 17,5 mil robôs, 57 mil mentores e 33 mil voluntários.

Skaf e os campeões da robótica do Sesi-SP: rumo às competições internacionais. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp