Equipe feminina de vôlei do Sesi-SP já mira os primeiros compromissos da temporada 2017/18 - Notícia - SESI SP

Equipe feminina de vôlei do Sesi-SP já mira os primeiros compromissos da temporada 2017/18

14/07/2017 - Esporte

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Após um ano atípico, o time feminino de vôlei do Sesi-SP se reestruturou, iniciou oficialmente suas atividades e já mira os dois primeiros alvos do ciclo 2017/18. Com mudanças no elenco, o grupo da indústria, tem mais duas semanas de treinos até sua estreia na Copa São Paulo, no dia 28 de julho, e logo em seguida na Taça Ouro.
Com a repatriação da ponteira/oposta Neneca, qe estava no vôlei turco, e a chegada da ponteira Nikolle (ex-São Caetano), das centrais Marjorie (ex-São Caetano) e Dani Suco (ex-Rio do Sul), além da líbero Érika (ex-São Caetano) e da levantadora Pri Heldes, que retorna ao time da capital paulista após uma temporada no Fluminense, o Sesi-SP utilizará a Copa São Paulo como uma preparação final para a competição mais importante do grupo, a Taça Ouro, em que poderá recuperar a vaga para a Superliga A 2017/18.

“Elas vêm com muita garra para brigar”, diz Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Sesi-SP. “E, mais importante, para servir de exemplo para as meninas que estão começando no esporte, nas nossas escolas e no Brasil inteiro.”

Presente na formação de 2013/14, onde foi campeã Sul-Americana, vice-campeã Paulista e da Superliga e terceira colocada no Mundial de Clubes em Zurique, na Suíça, Alessandra Januário dos Santos, a Neneca, volta a defender as cores do time da indústria.
“Depois de ter passado por algumas experiências fora do Brasil, estou de volta querendo aprender ainda mais e totalmente disposta a somar. Fiquei muito feliz quando deu certo o meu retorno ao Sesi-SP. Aqui é um lugar ótimo, onde as pessoas respeitam seu trabalho e pensam não só nos resultados como no desenvolvimento dos atletas”, explicou Neneca, que na última temporada atuou no Balikesir da Turquia.
A jogadora, eleita melhor sacadora na edição 2012/2013 da Superliga Feminina e dona de diversos títulos na carreira adulta e juvenil, além das passagens por clubes como Vôlei Futuro, Macaé e Rio do Sul onde ganhou destaque antes de chegar ao Sesi-SP em 2013, comentou sobre suas primeiras impressões após o retorno.
“Estamos naquele momento de adaptações, é um grupo com mescla de meninas experientes e as mais novas, vindas da base. E, diferente da primeira temporada que eu estive aqui, que joguei com atletas mais velhas e aprendi muito, agora estou de volta como uma das mais experientes. Isso me motiva, gosto de desafios. Agora o foco é total na preparação para a Copa SP e a Taça Ouro, e sinto que estamos treinando bem. As expectativas foram traçadas, agora é seguir e cumprir um degrau de cada vez”, finalizou.
O time da indústria, que seguirá com o técnico José Rodolfo Lino, ainda contará com o reforço de atletas da equipe juvenil, entre elas as ponteiras Glayce e Kimberlly e a levantadora Bruna Caixeta, que estão em Saquarema/RJ defendendo o Brasil nas seleções de base.