Atletas do vôlei do Sesi-SP participam do lançamento da 24ª edição da Superliga - Notícia - SESI SP

Atletas do vôlei do Sesi-SP participam do lançamento da 24ª edição da Superliga

09/10/2017 - Esporte

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Com atletas e técnicos dos 24 clubes reunidos, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) realizou nesta segunda-feira (9 de outubro), em São Paulo, o lançamento da 24ª edição da Superliga de Vôlei 2017/2018. Campeões olímpicos de Barcelona (1992), Atenas (2004), Pequim (2008), Londres (2012) e Rio de Janeiro (2016) foram a atração principal do evento. E o Sesi-SP, que conta com cinco atletas olímpicos e um técnico, participa mais uma vez do campeonato, no masculino e no feminino.

O técnico Rubinho e os atletas Lucão, William e Lipe representaram o time masculino do Sesi-SP durante a apresentação do principal torneio nacional da modalidade. A equipe já estreia neste sábado (14/10), às 18h30, contra o Copel Telecom Maringá Vôlei, em Maringá. José Rodolfo Lino (técnico) e a oposta Neneca marcaram presença no evento pelo feminino, que tem o seu primeiro compromisso marcado para o dia 17 de outubro (terça-feira), às 21h30, contra o Sesc-RJ, em Santo André.

Para o ponta Lipe, que estava fora do país na última temporada, retornar para o Brasil é muito bom - e com o título de campeão olímpico, o atleta fica ainda mais motivado. “É uma sensação gostosa voltar para a Superliga, de responsabilidade, porque com tantos campeões olímpicos a gente tem até uma parte de responsabilidade social. No Sesi-SP temos contato com muitas crianças, com projetos de iniciação no esporte, além dos meninos das categorias de base. Fico feliz de fazer parte de mais uma geração de campeões olímpicos e de servir de exemplo para tanta gente.”

Na competição masculina, participarão, além do Sesi-SP, o Sada Cruzeiro Vôlei (MG), Vôlei Renata (SP), Vôlei Taubaté (SP), Montes Claros Vôlei (MG), Minas Tênis Clube (MG), Lebes Canoas (RS), Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), JF Vôlei (MG), Ponta Grossa/Caramuru Vôlei (PR), Corinthians-Guarulhos (SP) e Sesc (RJ), que conquistou a vaga na competição nacional após o título na Superliga B. 

Na Superliga feminina, estarão na disputa, além do Sesi-SP, que venceu a Taça Ouro e recuperou a vaga, o Sesc (RJ), Dentil/Praia Clube (MG), Camponesa/Minas (MG), Vôlei Nestlé (SP), Brasília Vôlei (DF), Esporte Clube Pinheiros (SP), São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), Genter Vôlei Bauru (SP), Vôlei Renata (SP), Fluminense F.C (RJ) e Hinode Barueri. 

A Superliga contará com 12 times masculinos e 12 femininos. Os regulamentos sofreram uma mudança significativa para a temporada. A final, que nos últimos oito anos foi em jogo único, será em duas partidas. Em caso de vitórias de times diferentes, será realizado o golden set (parcial extra de 25 pontos), cujo vencedor levará o título. Em cada naipe, as 12 equipes jogam em turno e returno, com os oito melhores avançando para as quartas de final, em melhor de três. As semifinais serão em melhor de cinco.