Vôlei masculino do Brasil é prata no Pan com 3 atletas do Sesi-SP

Douglas, Thiaguinho e Rafael Araújo estavam no time que disputou a final com a Argentina

Graciliano - 26/07/2015

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Com os atletas do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) Douglas (no time titular), Thiaguinho e Rafael Araújo (entrando na inversão), o Brasil enfrentou a Argentina na decisão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto e ficou com a medalha de prata após o placar de 3 sets a 2 (25/23, 18/25, 19/25, 25/23 e 15/8), na tarde deste domingo (26/7). Em sua terceira decisão seguida no histórico dos jogos, com duas vitórias nas últimas decisões, a seleção brasileira masculina de vôlei chegou a mais uma final e dessa vez ficou em segundo lugar na competição.

Destaque em todas as partidas desde o inicio da competição, Douglas Souza, ponteiro de apenas 19 anos, atuou como titular absoluto em todos os jogos e apareceu sempre como os três principais marcadores. Na partida da decisão, o jogador dividiu a artilharia com o companheiro de equipe Renan Buiatti. Douglas aparece em segundo, com 18 pontos, e Renan em primeiro, com 28.

A partida começou com a seleção da Argentina saindo na frente no marcador, abrindo cinco pontos de vantagem e facilmente chegando a 19/14. Com três pontos do ponteiro Douglas, logo o Brasil se recuperou e chegou a ficar a um ponto do empate, com 23/24. Mas, após um ataque forte dos adversários, os brasileiros não conseguiram se defender e fechar o primeiro set na frente (23/25).

Na sequência, o Brasil largou na frente no marcador e manteve o segundo set equilibrado chegando à segunda parada técnica na frente, com 16/15. Na volta, o time manteve o bom momento, o entrosamento e com facilidade abriu sete pontos de vantagem, fez 25/18 e igualou o placar em um set para cada lado.

Aparecendo como o segundo maior pontuador pelo lado brasileiro, Douglas mais uma vez apareceu bem no jogo e foi fundamental para garantir o Brasil na frente nos dois tempos técnicos do terceiro set (8/6 e 16/9). A equipe manteve a superioridade, sobrou no set (25/19) e virou o placar.

O quarto set começou, mais uma vez, com a seleção brasileira abrindo vantagem e ditando o ritmo do jogo. A seleção da Argentina até tentou reagir no set, aproximou-se no placar com 14/13, mas foram os brasileiros que chegaram ao segundo tempo técnico na frente, com 16/13. Apertando a marcação e sacando forte, os argentinos depositaram todas as suas fichas no saque bem colocado e conseguiram virar o placar em 23/25 e levar a decisão para o tie break.

O set decisivo começou difícil para os brasileiros, a seleção da Argentina saiu na frente no placar e com facilidade chegou aos 8/5. Na volta, o time do Brasil não conseguiu encaixar os ataques, e os adversários aproveitaram os erros do lado verde e amarelo e fecharam o jogo com 15/8 e a medalha de ouro.

A seleção do técnico Rubinho estreou com vitória na competição contra os colombianos, na sequência perdeu para equipe cubana e passou bem pela Argentina. Na semifinal venceu os porto-riquenhos por 3 sets a 0 e encontrou a seleção argentina para a decisão, ficando com a prata. O bronze foi para a equipe da casa, o Canadá, que venceu a seleção de Porto Rico.

Notícias Relacionadas