Superliga: Sesi-SP vence e acaba com a invencibilidade do Cruzeiro

Em um jogo difícil e muito equilibrado, time paulista vence por 3 sets a 2

Ariett - 14/12/2014

Agência Indusnet Fiesp

A equipe de vôlei masculino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu a partida da Superliga neste sábado (13/12) contra o Cruzeiro por 3 sets a 2 (25/22, 23/25, 22/25, 28/26 e 15/9), no Ginásio da Vila Leopoldina. A vitória acabou com a invencibilidade do time mineiro, que não tinha perdido nenhum jogo desde o começo da Superliga.

O troféu Viva Vôlei foi entregue para o oposto Rafael. Mas foi uma partida em que vários jogadores do Sesi-SP mereciam ser premiados. Lucão e Lucarelli foram os dois maiores pontuadores do time, com 15 pontos cada um.

O central Maurício atuou no sacrifício em boa parte do jogo, já que, em um lance de bloqueio, machucou o nariz. Outro destaque foi o também central Riad, que teve uma atuação majestosa no tie-break, fundamental para definir a vitória para o Sesi-SP.

Com o resultado, o Sesi-SP passou para o quarto lugar na classificação da Superliga. O próximo desafio será no dia 17/12 (quarta-feira) contra a equipe de Montes Claros, novamente jogando em casa, no Ginásio da Vila Leopoldina.

"A gente conseguiu equilibrar, manter e efetivar um jogo muito bom, que não tínhamos conseguido durante toda a temporada. Existia uma desconfiança da torcida, da imprensa e, principalmente nossa. Nós estávamos desconfiados da nossas possibilidades, do nosso talento, da nossa qualidade. E hoje comprovamos, primeiro para nós depois para os outros, que a gente tem condições, que a gente pode, que o time é talentoso", disse o técnico Marcos Pacheco. 

Segundo ele, o jogo contra o Minas não determina nada, mas ajuda para na próxima fase da competição. "Foi o último jogo do primeiro turno, ainda temos o segundo turno e os playoffs. Mas saimos daqui sabendo que se jogarmos em um padrão que é possível jogar, temos chance de ganhar de qualquer equipe", afirmou.

"A vitória de hoje não é determinante, não apaga o que nós fizemos, mas ela indica um novo caminho."


Notícias Relacionadas