Superliga feminina: Sesi-SP sofre virada e sai em desvantagem na semifinal ante Unilever

Próximo confronto acontecerá no próximo sábado (16/03), às 10 horas, no Rio de Janeiro

Flávia Dias - 09/03/2013

Não faltou garra. Nem vontade. Mas na primeira partida da semifinal, nesta sexta-feira (08/03), a equipe de vôlei feminino do Sesi-SP sucumbiu à força do Unilever/Rio de Janeiro, que venceu, de virada, no ginásio do Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo, por 3 sets a 1 (23/25, 25/17, 25/20 e 25/16).

O segundo confronto acontecerá no próximo sábado (16/03), às 10 horas, no Rio de Janeiro.

Para o técnico do Sesi-SP, Talmo de Oliveira, a equipe precisa corrigir algumas falhas durante a semana para apresentar um bom volume de jogo no próximo sábado (16/03).

“Temos que corrigir isso [erros] e jogar no Rio de Janeiro três sets muito bons como foram o primeiro. Então, precisamos respirar fundo, botar a cabeça no lugar e nos preparar a semana toda para fazer um bom jogo lá”, avaliou o treinador.

Tandara  
Foto: Everton Amara
Tandara,  maior pontuadora da equipe do Sesi-SP


O jogo

No primeiro set, a equipe do Sesi-SP entrou muito concentrada, cometeu poucos erros de saque e soube tirar proveito das bolas de contra-ataque, abrindo três pontos de vantagem no placar (10/07). Lideradas pela oposta Tandara e a ponteira Fabiana, as meninas do Sesi-SP conseguiram furar o bloqueio do time carioca, vencendo a parcial em 25/23.

Embaladas pela vitória na primeira parcial, a equipe do Sesi-SP manteve um bom volume de jogo no inicio do segundo set, abrindo quatro pontos de vantagem no placar (06/02). Com um bloqueio eficiente, o time carioca conseguiu reverter a vantagem no placar e, tirando proveito de falhas bobas cometidas pela equipe do Sesi-SP fechou a parcial em 25/17.

No terceiro set, as equipes disputaram ponto a ponto a liderança do placar. A equipe carioca manteve a qualidade do bloqueio e, com boa distribuição de bola da levantadora Fofão, conseguiu abrir quatro pontos de vantagem no placar (16/12).  No decorrer da partida, a equipe do Sesi-SP esboçou uma reação, reduzindo para três pontos a vantagem carioca no placar (22/19), porém, o time carioca manteve um bom volume de jogo e, após um erro de bloqueio do Sesi-SP, o Rio de Janeiro fecha a parcial em 25/20.

O Unilever/Rio de Janeiro, manteve o ritmo de jogo durante o quarto set. O Sesi-SP teve boas oportunidades de contra-ataque com a oposta Elisângela, que conseguiu deixar o placar tudo igual (7/7), porém, o time do técnico Talmo de Oliveira continuou cometendo erros bobos de recepção, que contribuíram para que o time carioca ampliasse para seis pontos a vantagem no placar (19/13). O Unilever/Rio de Janeiro manteve o bom volume de jogo e fechou a parcial em 25 /06, e a partida por 3 sets a 1.

Notícias Relacionadas