Sesi-SP voa em quadra, supera Pinheiros e garante 3ª vitória no Paulista

Com 11 pontos cada, a capitã Bia e a ponteira Sabrina foram as maiores pontuadoras do time

Graciliano Toni - 04/09/2015

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

As meninas do Sesi-SP voaram em quadra na noite desta sexta-feira (4/9) ao reencontrar o Esporte Clube Pinheiros. Com o placar de 3 sets a 0 (25/20, 25/15 e 25/22), as meninas da Vila garantiram mais três pontos e a terceira vitória consecutiva no Campeonato Paulista 2015. A equipe soma agora, em três jogos, nove pontos, e segue na liderança da competição, com um jogo a mais que os times do Pinheiros e Vôlei Nestlé, respectivamente segundo e terceiro colocado.

Diferentemente do que aconteceu na última vez que se encontraram, quando o Sesi-SP não conseguiu imprimir suas qualidades em quadra e superar o Pinheiros, na noite desta sexta-feira as meninas da Vila Leopoldina não só ganharam como deram um show de ataques. Com Bia, Sabrina e Andreia inspiradas e voando em quadra, o Sesi-SP teve tranquilidade para desenvolver as jogadas e pontuar com eficiência.

Para a líbero Suelen, hoje a equipe soube desenvolver em quadra o que faltou no último confronto entre as equipes. O time não só estudou bem as adversárias, como entrou mais entrosado, já que no último jogo as jogadoras ainda estavam na segunda partida da temporada.

“No primeiro jogo a gente não conseguiu minar as principais jogadoras deles, que fizeram muitos pontos, e mesmo a gente estudando bastante e cientes que as melhores bolas eram as paralelas, não conseguimos anular. Hoje foi diferente, entramos muito mais focadas nas duas coisas principais, bloqueio e defesa, e nos saímos muito bem por conta disso. Elas vieram com as mesmas armas do primeiro jogo, mas agora nós conseguimos colocar em pratica o que estudamos e miramos as duas atacantes. Estamos em uma crescente boa e ainda tem muito Paulista pela frente”.

Com 11 pontos, Bia e Sabrina foram as maiores pontuadoras pelo lado do Sesi-SP. Clarisse, do Pinheiros, foi a maior pontuadora do jogo, com 16. O time da Vila Leopoldina entrou em quadra com Ellen, Sabrina, Carol Leite, Andreia, Angélica, Bia e a líbero Suelen. Entraram Michelle Daldegan, Amabile e Pri Heldes. O próximo confronto da equipe está marcado para o dia 15 de setembro, contra o São Cristóvão Saúde, em São Caetano, às 19h30.

Bloqueio no jogo em que o Sesi-SP venceu Pinheiros por 3 a 0
Bloqueio no jogo em que o Sesi-SP venceu Pinheiros por 3 a 0. Foto: Everton Amaro/Fiesp

 

O jogo

A partida começou com a equipe do Pinheiros atacando forte e abrindo o marcador. Mas o Sesi-SP não perdeu tempo. As meninas da Vila encaixaram bons ataques e não só empataram como abriram três pontos de vantagem (4/1), forçando o técnico adversário a pedir tempo. Após garantirem o primeiro tempo técnico do jogo com bloqueio de Sabrina (8/6), as donas da casa começaram a errar um pouco mais, e o Pinheiros aproveitou a oportunidade para crescer no jogo e empatar em 13/13. Com calma, o Sesi-SP recuperou o entrosamento, garantiu o segundo tempo técnico do jogo (16/13) e com ataques de Andreia pela lateral e da capitã Bia pelo meio de rede, as meninas garantiram o primeiro set (25/20).

O segundo set começou mais apertado, com o placar de 3 a 3. Mas logo as meninas do Sesi-SP recuperaram a garra, e com Ellen defendendo os contra-ataques no fundo de quadra, não deram chances para o Pinheiros e chegaram ao primeiro tempo técnico do set com cinco pontos de vantagem (8/3). Voando em quadra, as comandadas do técnico Talmo de Oliveira aumentaram ainda mais a diferença no placar, forçando, mais uma vez, o técnico do Pinheiros a paralisar a partida (11/3). Mantendo o bom desempenho em quadra, as meninas administraram bem os pontos e com tranquilidade garantiram o segundo set (25/15).

O terceiro set seguiu o bom momento do jogo e mais uma vez começou dominado pelas donas da casa, que chegaram com facilidade aos tempos técnicos, com 8/4 e 16/10. Na volta, a tranquilidade se tornou preocupação, com pontos de Clarisse e Leticia, o Pinheiros passou a atacar forte e acreditar mais no jogo, encostando no placar em 22/22. Preocupado, Talmo parou o jogo para dar uma relaxada na equipe. Deu certo. Com Bia soltando a mão, e equipe passou na frente e encerrou a partida com 25/22.

Notícias Relacionadas