Sesi-SP vence Japão em amistoso internacional

Rafael Araújo foi o maior pontuador do time, com 15 pontos

Juan - 01/09/2014

Lucas Dantas, de Mogi das Cruzes, Agência Indusnet Fiesp

O time de vôlei masculino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu na tarde desta segunda-feira (01/09) a seleção do Japão, em amistoso internacional realizado no ginásio do clube de campo de Mogi das Cruzes, por 3 sets a 1 (25/20, 32/34, 25/19 e 25/21). Rafael Araújo foi o maior pontuador do time, com 15 pontos.

Equipes se juntaram para registro do encontro inédito. Equipes se juntaram para registro do encontro inédito. 
Foto: Lucas Dantas/Fiesp



Para o técnico Marcos Pacheco, foi uma ótima oportunidade de testar os mais jovens, principalmente sem conhecer bem o adversário.

“Adoro esse tipo de jogo. Contra times paulistas e brasileiros você sabe tudo, conhece tudo. Nós não tínhamos nada deles, é uma seleção muito boa, e fomos aprendendo durante o jogo como fazer para vencê-los. Os jovens se portaram muito bem, dentro da proposta, e jogaram com tranquilidade. Uma atuação muito boa, que dá ânimo para as próximas rodadas.”

O time começou com o levantador Marcelinho, o oposto Théo, os ponteiros Mão e Alisson e os centrais Aracaju e Riad, além do líbero Serginho. Entraram Thales, Composto, Rogério, Rafael Araújo e Thiaguinho.

Pelo Campeonato Paulista, o Sesi-SP enfrenta o Funvic Taubaté, na próxima sexta (05/09), em Santos (SP). 


O jogo

Jogando no “escuro”, o time demorou um pouco para se encontrar em quadra e entender o jogo do Japão, que aproveitou bem o bloqueio dos gigantes Dekita e Fushimi para abrir vantagem inicial.

Aos poucos, o Sesi-SP foi equilibrando a partida e aprendendo como seria o desafio. Marcelinho percebeu que Mão estava levando vantagem sobre a marcação e começou a usar mais o ponteiro. Riad e Alisson encaixaram aces em momentos cruciais, que ajudaram a equipe a tomar a frente no marcador em 12/11. E foi com bloqueio de Riad para cima de Ishikawa que o time fechou o primeiro set em 25/20.

No segundo set, o bloqueio da equipe paulista começou implacável, parando Shimizu três vezes para abrir 04/01. A diferença de altura da maioria dos jogadores jogou a favor do Sesi-SP nesta etapa. Marcelinho soube usar seus atacantes para encontrar as opções mais fáceis, como quando botou Alisson para subir sozinho contra o levantador japonês Fukatsu, consideravelmente mais baixo.

Mão também abusou da vantagem sobre o levantador japonês e nem precisou bater forte para superá-lo, quando os dois se encontraram na rede. Mas, apesar dessa vantagem, o Sesi-SP encontrou mais dificuldades nesse set para permanecer na liderança, até perdendo-a após ataque preciso de Shimizu sobre Thales, em 22/23. Daí o que se viu foi um set que teimou em não acabar. O Japão teve a bola para fechar oito vezes, mas o Sesi-SP sempre buscou, até que finalmente Koshikawa explorou o bloqueio de Théo e fechou em 34/32, empatando a partida.

Para o terceiro set, Pacheco mexeu no time, colocando Thales como líbero e iniciando com Rafael Araújo e Thiaguinho nos lugares de Théo e Marcelinho. Descansados, os jovens mantiveram o ritmo e controlaram bem o set, não ficando atrás do placar em nenhum momento. O Japão jogava com o time completo, mas não conseguiu repetir o desempenho do set anterior. E com Rogério, o mais experiente em quadra, o time da Vila Leopoldina fechou a etapa sem maiores sustos com 25/19.

Composto entrou no lugar de mão para o quarto set, mas não alterou a superioridade do Sesi-SP. Numa atuação muito segura contra uma experiente seleção internacional, os garotos mostraram frieza para descobrir os cantos livres na quadra. Assim, foram abrindo vantagem sem tomar conhecimento do adversários. Thiaguinho escolhia com tranquilidade as opções para o ataque, entortando a defesa nipônica. E com Rafael Araújo, o time fechou em 25/21, dando números finais à partida.

Notícias Relacionadas