Sesi-SP vai ao Rio de Janeiro mas não consegue tirar a invencibilidade do líder Rexona-Sesc

Equipe luta, pressiona o adversário, mas volta para casa com um revés de 3 a 0

- 26/11/2016

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Assim como no começo da semana passada, o time feminino de vôlei do Serviço Sesi-SP voltou a incomodar o adversário na noite desta sexta-feira (25/11). Fora de casa, jogando no Rio de Janeiro pela Superliga 2016/17, o grupo comandado pelo técnico Giuliano Ribas, o Juba, deu um certo trabalho para o Rexona-Sesc. Forçou o saque, atrapalhou a defesa e a recepção do time carioca e mesmo sem a vitória (3 sets a 0 para as donas da casa, com parciais de 21/25, 17/25 e 12/25) repetiu o bom desempenho do jogo contra o Praia Clube na última terça-feira.

O time da capital paulista sofreu com a força do Rexona-Sesc nos primeiros pontos do jogo. Com um saque forte e bem colocado da ponteira Anne Buijs, as meninas do Sesi-SP tiveram dificuldades para se encontrar dentro de quadra. Mas, como vem demonstrando nos últimos sets disputados, o grupo de Juba não desiste fácil. Mesmo diante do líder invicto da competição, o Sesi-SP apertou, encostou no marcador em boa parte das parciais, desestabilizou a recepção das cariocas e mostrou que está crescendo cada dia mais. O grupo não saiu com a vitória, mas segue confiante na competição.

“Hoje nos perdemos um pouco no jogo, no sentido de não sermos tão lúcidas nas coisas que a gente fazia, diferente do que aconteceu em casa contra o Praia. Acredito que faltou um pouco de paciência, ainda mais contra o Rio, que erra muito pouco. Mas por mais que a gente tenha perdido esses dois jogos, estamos com uma cabeça boa para sequência na competição", comentou Lorenne, maior pontuadora pelo lado do Sesi-SP com 13 pontos, assim como a central do Rio, Juciely, que também acertou 13 vezes. O troféu VivaVôlei ficou com Anne Buijs.

Amabilie, que entrou no jogo no primeiro set no lugar da Gabriela e não saiu mais, também comentou a importância de encarar partidas mais difíceis. "Fizemos duas partidas que nos desafiaram muito, e isso é muito bom para nos tornarmos mais flexíveis. Vimos que estamos no caminho certo e agora voltamos para casa com uma bagagem muito boa. Estamos confiante!"

O Sesi-SP entrou em quadra com a levantadora Giovana, a oposta Lorenne, as centrais Ju Mello e Linda, as ponteiras Isabela Paquiardi e Gabriela e a líbero Lais. Entraram Amabilie, Thais, Natália e Glayce. No Rexona-Sesc começaram Roberta, Monique, Juciele, Carol, Anne, Gabi e a líbero Fabi.

Agora, as meninas da capital paulista retornam para casa após dois jogos na semana. O grupo se prepara para receber o Renata Valinhos/Country na próxima sexta-feira (2/12), às 19h, no ginásio do Sesi Santo André.

Sesi-SP segue unido na Superliga 2016/17 
Foto: Gisa Alves/Road Trip

Notícias Relacionadas