Sesi-SP sofre derrota no segundo jogo da Superliga Masculina

Equipe perdeu para o Montes Claros por 3 sets a 2

Graciliano Toni - 12/11/2015

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Em jogo válido pela segunda rodada da Superliga masculina de vôlei, o time do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) acabou derrotado na noite desta quinta-feira (12/11), pelo Montes Claros no tie break por 3 sets a 2 (25/14, 19/25, 25/21, 28/30 e 14/16), no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo.

Na primeira partida em casa e segunda na edição da Superliga 2015/16, a equipe do Sesi-SP enfrentou um jogo equilibrado e difícil contra os mineiros. Mesmo começando melhor e garantindo boas parciais, os meninos da Vila acabaram deixando escapar o placar no segundo, quarto e quinto sets, e o time de Montes Claros levou a melhor em solo paulista.

Para o técnico Marcos Pacheco, a decisão do jogo foi marcada por detalhes. “A gente sabia que a Superliga seria isso, jogos muito equilibrados, apertados, e os detalhes fazem total diferença. Montes Claros é uma equipe que saca muito bem, complica os adversários, e nós não conseguimos virar algumas bolas. A competição é assim, feita de oportunidade - ou você aproveita ou outro vai lá e toma conta do jogo”, comentou.

Autor de praticamente um set, o oposto Theo foi o maior marcador do jogo com 24 pontos, seguido por Douglas Souza, com 19. Pelo Montes Claros, o oposto André Nascimento e o ponteiro Dvoranen foram os maiores marcadores, com 16 pontos cada. O líbero Kachel ficou com o Troféu Viva Vôlei.

O Sesi-SP entrou em quadra com Theo, Leandro, Murilo, Thiaguinho, Douglas Souza, Gustavão e líbero Serginho. Entraram Vinhedo, Rafael Araújo.

O Montes Claros mandou para o jogo Índio, Kadu, André Nascimento, Dvoranen, Rafael, Salsa e o líbero Kachel. Entraram Wagner, Rodrigo, Juninho, Maicon, Renan Purificação.

O próximo compromisso dos meninos do Sesi-SP será neste sábado, às 21h30, contra o Minas Tênis Clube, na Vila Leopoldina, com transmissão pelo canal de TV por assinatura SporTV.

Douglas ataca Montes Claros
Douglas no ataque contra o Montes Claros. Foto: Raphael Amoroso/Fiesp/Sesi-SP

 

O jogo

Estreando em casa, o Sesi-SP encarou um começo de partida apertado, mas logo assumiu a dianteira, após ataque forte de Theo pela lateral. E, mesmo com um ace de André Nascimento, foram os donos da casa que garantiram a primeira parcial do jogo, com 8 a 5. Na volta, foi a vez do central Gustavão também acertar um ace, colocando a bola no fundo da quadra adversária e levando a equipe a mais um tempo técnico na frente (16/8). Com muitos ralis, o set se manteve quente, mas abrindo uma boa vantagem com ataques potentes pelo meio de rede com Murilo e Leandro, o time da Vila Leopoldina dominou a quadra e fechou o primeiro set com 25/14.

Com bloqueios de Douglas Souza e Thiaguinho, o segundo set começou um pouco melhor para o Sesi-SP, que arrancou dois pontos de vantagem e garantiu a primeira parcial (8/6). Na sequência, alguns erros de saque e ataque possibilitaram o crescimento do Montes Claros, que não só empatou como levou a vantagem para seu lado. Mesmo com Murilo caprichando no bloqueio e deixando tudo igual (11/11) mais uma vez, foram os adversários que garantiram a segunda parcial do set (13/16). Correndo atrás do prejuízo, Marcos Pacheco optou pela inversão do 5-1 e chamou para quadra o levantador Vinhedo e o oposto Rafael Araújo. Rafael até cravou um ace e chegou a se aproximar um pouco mais do placar (17/20), mas não foi o suficiente para alcançar o time mineiro, que empatou o jogo após a parcial de 19/25.

No terceiro set, o equilíbrio entre as equipes ficou mais evidente. Sem conseguir abrir mais do que um ponto de vantagem cada equipe levou uma parcial, sendo a primeira para o Sesi-SP (8/7) e a segunda para Montes Claros (15/16). Um a um os pontos foram distribuídos entre as equipes. Theo atacava forte e assumia a dianteira no placar; André Nascimento por sua vez descontava do outro lado, deixando tudo igual. Os mineiros caprichavam no bloqueio e paravam o ataque do time da Vila, Douglas Souza vinha do fundo de quadra e cravava uma bomba, igualando o marcador mais uma vez. Assim seguiu o set até que Murilo, atacando pela lateral da rede, abriu dois pontos para os donos da casa (22/20), que, com calma, cautela e uma bomba de Theo, passaram à frente no placar geral e garantiram mais uma parcial, com 25/21.

O quarto set começou melhor para equipe mineira, que abriu 2 a 0 e ameaçou ampliar ainda mais o marcador, mas Murilo e companhia não permitiram o crescimento adversário no jogo e logo deixaram tudo igual (2/2). Com o levantador Vinhedo em quadra desde o terceiro set, a equipe recuperou o folego, cresceu nas jogadas rápidas pelo meio de rede e garantiu as duas parciais do set com boa vantagem (8/4 e 16/13). Após alguns erros de defesa, pelo lado do Sesi-SP, o Montes Claros aproveitou o momento e voltou a crescer no jogo, deixando tudo igual em 23/23. Quente após algumas reclamações de jogadas e com muita disputa de bola, o placar seguiu empatado até os 28/28, até que Murilo errou um saque e Serginho uma recepção, garantindo a vitória do Montes Claros por 28/30.

No tie break, mais uma vez foi o equilíbrio entre as equipes que predominou dentro de quadra. Com garra e muita vibração de Vinhedo, que apostou suas fichas no oposto Theo e teve retorno, o Sesi-SP saiu na frente na troca de lados (8/7). Recebendo agradecimentos a todo momento pelos atacantes após as boas jogadas, o levantador foi peça fundamental na partida, mantendo a equipe firme na briga pelo placar, que acabou ficou com o Montes Claros após dois erros na defesa do Sesi-SP (14/16).

Campanha Novembro Azul

O Sesi-SP promove ações durante este mês para conscientizar sobre a prevenção ao câncer de próstata. Os líberos Serginho e Suelen vestem uniforme azul, cor que simboliza o movimento mundial conhecido como Novembro Azul, visando a sensibilizar a população para os riscos e a necessidade de diagnóstico precoce para esse tipo de câncer.

Notícias Relacionadas