Sesi-SP perde para Sada Cruzeiro pela Copa Banco do Brasil de Voleibol

Equipe luta e leva o jogo para o tie break, mas acaba superada por 3 sets a 2

Graciliano Toni - 22/01/2016

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Em jogo válido pela semifinal da Copa Banco do Brasil de Voleibol, a equipe masculina do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) lutou, mas não conseguiu superar o Sada Cruzeiro, que venceu por 3 sets a 2 (25/22, 25/18, 21/25, 26;28 e 15/12), na noite desta quinta-feira (21/01), no ginásio do Taquaral, em Campinas.

Sem nomes como o oposto Théo e o ponteiro Douglas Souza, Marcos Pacheco adaptou o time e foi feliz. Mesmo sem conquistar a vitória, o técnico elogiou a postura do time em quadra, que contou com os jovens Vaccari e Alan atuando bem.

“Nós não conseguimos jogar muito bem nos dois primeiros sets, mas crescemos no decorrer da partida. Nos adaptamos, fizemos algumas mudanças e conseguimos fazer um bom jogo. Claro que derrota é sempre derrota, mas tivemos meninos em quadra, como o Vaccari, que viveu isso aqui pela primeira vez. Entrou em uma partida muito difícil, contra um adversário forte e conseguiu ir bem. Fomos muito felizes em equilibrar o jogo e ter a dedicação de todos. Murilo e Serginho foram fundamentais por passarem tranquilidade e confiança aos meninos”, comentou Pacheco ao final da partida. 

Com 24 pontos cada, Rafael Araújo, pelo Sesi-SP, e Wallace, pelo Sada, foram os maiores pontuadores do jogo. Gustavão foi o outro destaque do time da Vila Leopoldina - o central fechou o bloqueio e marcou sete vezes.

O Sesi-SP entrou em quadra com Rafael Araújo, Leandro, Murilo, Thiaguinho, Gustavão, Alisson e o líbero Serginho. Entraram Vinhedo, Alan, Johan e Vaccari.

O jogo

Com muitos erros de saque, a partida começou igual até os 4 a 4, quando a equipe do Sada abriu vantagem e garantiu a primeira parcial técnica com 8/4. Mesmo aparecendo atrás no marcador com dois pontos de diferença, o Sesi-SP brigou, disputou alguns ralis e com um bloqueio do central Gustavão chegou ao empate em 20/20. Na volta, a equipe da Vila deixou escapar algumas defesas e viu Leal e Wallace levarem o time mineiro à frente no marcador.

Com ace do central Leandro, a equipe de Pacheco começou o segundo set melhor que primeiro e partiu para cima dos adversários, ficando apenas um ponto atrás no primeiro tempo técnico (8/7). Quando tudo parecia que ia se encaixar, mais erros de saque do lado paulista vieram à tona, dando abertura para o Sada voltar a crescer e abrir vantagem (18/13). Após pedido de tempo de Pacheco e algumas mexidas, como a entrada do jovem ponteiro Vaccari no lugar do Alisson e Vinhedo no lugar do Thiaguinho, o time esboçou algumas reações, com Rafael Araújo atacando forte pela lateral, mas ainda não era o suficiente para derrotar os mineiros, que fecharam com 25/18.

O Sesi-SP saiu na frente no placar após o juiz identificar um erro no posicionamento do Sada. Mantendo a formação do set anterior, com Vaccari e Vinhedo, o time da Vila Leopoldina soube aproveitar os espaços e saiu na frente no primeiro tempo técnico do terceiro set, com 6/8. Atendendo os chamados do levantador, Vaccari foi peça fundamento para o time garantir dois pontos de vantagem e seguir vivo no jogo. Após a segunda parada técnica (14/16), o Sesi-SP até manteve bons ataques com Murilo e Rafael Araújo furando o bloqueio de Leal e William, mas após um saque forte dos mineiros e erro na recepção do lado paulista, o placar chegou aos 19/19 com uma bola de xeque de Filipe. Pacheco não perdeu tempo e fez a inversão colocando Thiaguinho e o jovem Alan, que voou na quadra e ajudou o time na conquista do placar (21/25).

Mantendo o ritmo forte e errando menos no saque, o Sesi-SP seguiu na cola do Sada até a primeira parada técnica, quando Filipe e Leal deslancharam e colocaram o time três pontos na frente (8/5). Sem se deixar levar pelo marcador, o time da Vila se acalmou, voltou a encaixar os passes e chegou ao empate em 8/8, seguido por um bloqueio do central Gustavão, que colocou o time na frente, 8/9. Vibrando muito, os comandados de Marcos Pacheco não deixaram passar um erro do Sada e abriram dois pontos na segunda parcial técnica (14/16). Apostando mais uma vez na inversão, o técnico voltou com Alan e Thiaguinho em quadra e no sufoco, com o placar muito apertado, o Sesi-SP conseguiu arrancar a vitória e levar a decisão para o tie break após um saque bem colocado de Vaccari (26/28).    

Equilibradíssimo, o quinto e último set começou praticamente impecável, com as duas equipes virando forte as bolas, sem dar chances para o adversário. Muito bem na partida, Vaccari seguiu sendo parabenizado pelos parceiros ao pontuar, e pelo Sada o levantador William seguiu a boa distribuição com o trio Wallace, Leal e Filipe, ficando na frente na troca de lados (8/7). Disputando cada ponto, as equipes seguiram firmes e embaladas pelas torcidas até os pontos finais. Errando duas bolas na rede, o Sesi-SP vu o time mineiro abrir vantagem e fechar o jogo em 15/12.

Notícias Relacionadas