Sesi-SP perde a invencibilidade diante do Vôlei Nestlé

Equipe foi derrotada por 3 sets a 0 na noite desta sexta-feira (18/9)

Graciliano Toni - 19/09/2015

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Mesmo com a casa cheia e o apoio da torcida, as meninas do Serviço do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) sofreram a primeira derrota no Campeonato Paulista de Vôlei 2015. Na noite quente desta sexta-feira (18/9), a equipe da Vila Leopoldina recebeu o Vôlei Nestlé para o confronto das invictas, válido pela penúltima rodada. Com o placar de 3 sets a 0 (16/25, 19/25 e 17/25), foram as adversárias que levaram a melhor e assumiram a liderança da competição. Agora o Vôlei Nestlé aparece em primeiro com 15 pontos, seguido pelo Sesi-SP, que permanece com 12.

Com um começo abaixo do esperado, as meninas do Sesi-SP não conseguiram segurar a força e o ritmo de jogo da equipe de Osasco. Para a ponteira Ellen, a força das adversárias já era esperada, mas a equipe não soube entrar bem em quadra para bater as rivais. A atleta acredita que após a baixa logo no primeiro set, a equipe ficou abalada emocionalmente e não conseguiu recuperar o ritmo de jogo.

“A gente já esperava muita dificuldade, só não esperávamos jogar mal. Elas vieram muito mais preparadas para essa partida e levaram a melhor. Erramos muito no primeiro set, não conseguimos virar as bolas e isso abateu muito a gente. Acho que nos desesperamos muito dentro da quadra, ficamos afobadas e o nosso time não é assim. Ficamos abaladas emocionalmente e perdemos o ritmo do jogo”, comentou Ellen.

O técnico Talmo de Oliveira mandou para a quadra Ellen, Sabrina, Carol Leite, Andreia, Angélica, Bia e a líbero Suelen. Entraram Pri Heldes, Amabile, Ana Carolina e Michelle Daldegan. Com 17 pontos, Ivna, do Vôlei Nestlé foi a maior pontuadora da partida. Pelo Sesi-SP, Bia fez 7 pontos, enquanto Ellen aparece com seis.

Para encerrar a fase classificatória do Paulista, as meninas do Sesi-SP vão até Valinhos, na próxima sexta-feira (25/9) enfrentar o Renata Valinhos/Country.

O jogo

O primeiro set começou com a equipe de Osasco mais entrosada, sem dar chances para as donas da casa. Com o placar de 5 a 0, as adversárias cresceram no jogo, forçando o técnico Talmo de Oliveira a parar a partida. Após a primeira parada técnica do jogo (2/8), Talmo mandou para quadra Pri Heldes e Amabile, no lugar de Carol Leite e Andreia, e alguns pontos depois, colocou Ana Carolina, saindo Sabrina. Com as mudanças, as meninas da Vila Leopoldina até esboçaram uma reação, erraram menos e, com bons ataques de Ellen pela lateral de rede, aumentaram um pouco o ritmo do jogo. Mas, foi o Vôlei Nestlé que levou a melhor na primeira parcial do jogo (16/25).

Diferente do começo da partida, o segundo set começou melhor para o Sesi-SP, que abriu 2 a 0 logo de cara. Mais entrosadas e com a permanência de Amabile e o retorno de Andreia, as meninas da Vila imprimiram melhor o jogo em quadra e logo chegaram ao primeiro tempo técnico do set (8/4). E de novo, veio a vez do Vôlei Nestlé crescer no jogo. Montando um poderoso bloqueio em cima das donas da casa, a equipe de Osasco igualou o marcador em 10/10 e na sequência abriu três pontos de vantagem. Jovem, mas já chamando a responsabilidade para si, Amabile gritava por bola e era atendida. A atleta não só recebia o passe como pontuava, trazendo a equipe de volta para a briga (15/15). Mesmo com melhor desempenho em quadra, mais uma vez a equipe do Sesi-SP não conseguiu segurar o time de Osasco e deixou escapar mais um set por pouco (19/25).

Assim como no começo da partida, o Vôlei Nestlé abriu vantagem no placar logo no começo do terceiro set (0/3). Mais uma vez aproveitando os erros do lado do Sesi-SP e armando o paredão, as meninas do Osasco ampliaram a vantagem no primeiro tempo técnico do set (3/8). Sem conseguir finalizar bem as jogadas e sofrendo com a força do ataque adversário, as meninas da Vila foram ficando para trás no marcador e sofreram a primeira derrota na competição (17/25).

Notícias Relacionadas