Sesi-SP mostra controle no final e supera Praia Clube na Superliga feminina de vôlei

Equipe de Talmo chega à nona vitória seguida e empata na liderança com Osasco

Juan - 12/12/2014

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Suado e com doses de drama. Mas equilibrado e no final prevaleceu quem teve mais controle. Numa batalha de cinco sets, o time feminino de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) superou o Dentil Praia Clube na noite desta quinta-feira por 3 sets a 2 (25/13, 22/25, 25/19, 21/25 e 15/8) e chegou aos 26 pontos na classificação, se igualando com o Molico na liderança, mas perdendo no desempate de sets. Coincidentemente, a equipe de Osasco será o próximo rival na terça-feira (16/12).

Invicta, equipe chegou à nona vitória na competição Invicta, equipe chegou à nona vitória na competição 
Foto: Lucas Dantas/Sesi-SP Divulgação
 
Cada equipe venceu um set e empurrou a decisão para o tie-break, onde o Sesi-SP soube ter mais controle emocional e abrir boa vantagem, mesmo não contando com Monique, que se machucou na etapa final. O resultado mostrou a força da equipe da Vila Leopoldina e a quantidade de opções no banco. Talmo mexeu bastante e aprovou a entrada de suas jogadoras e o controle da equipe, que pela primeira vez chegou aos cinco sets na competição.
 
"A gente tem treinado e colocado para todas as jogadoras que elas podem fazer qualquer posição. A gente tinha a Bárbara para fazer a posição de oposta. Mas a Monique estava entrando no saque e a gente precisava de um fundo de quadra com o placar que estava abrindo. Aí entrou a Suelle que é incomparável no fundo, e o melhor saque da Superliga. Todo mundo está preparado para qualquer posição".
 
A melhor do jogo e premiada com o Viva Vôlei, a líbero Suelen também elogiou o controle da equipe no quinto set, mas preferiu explicar a vitória com base no bom rendimento nos fundamentos.
 
"Foi suado mesmo e agora nessa sequencia de dois jogos por semana, quem estiver melhor na parte física vai sair na frente. É uma pedreira com Osasco e Rio. Nos demos bem no quinto set porque sacamos bem e defendemos bem, isso facilitou nosso lado e complicou para o Praia".
 
O Jogo
 
O Sesi-SP entrou em quadra com sua equipe titular, com a levantadora Carol Albuquerque, a oposta Monique, as ponteiras Suelle e Mari, as centrais Bia e Fabiana e a líbero Suelen. oCom 25 pontos, Monique foi a artilheira do time da Vila, porém atrás de Tandar, que marcou 27 vezes.
 
O primeiro set já mostrou como seria o jogo. O Sesi-SP usaria suas opções para tentar o resultado. O Praia usaria Tandara e, se desse, o resto do time. E quem saiu na frente foi o Praia, exatamente com Tandara, sua principal arma. O Sesi-SP empatou com Monique, explorando o bloqueio. As rivais responderam, mas Monique, de novo, no bloqueio, virou para 3x2. O time da Vila começou em uma itensidade enorme, sabendo da dificuldade do adversário, e graças à oposta e à Fabiana, abriu boa vantagem no primeiro tempo técnico por 08-05. A equipe de Talmo mostrava superioridade em todos os fundamentos. A defesa funcionava com precisão e o ataque praticamente não errava. Com o passe na mão, Carol usou e abusou de Fabiana, Mari e Monique, que bombardearam a quadra do Praia, até fechar o primeiro set em 25/13.
 
O cenário no segundo set foi melhor para o Praia no início. O time de Uberlândia chegou a abrir 7-5, mas Fabiana, duas vezes e com um ace, empatou. Porém, Tandara colocou as rivais na frente de novo. A oposta estava afiada na segunda etapa e se tornou a principal arma do Praia. Sassá ampliou para 11-8 com um ace, mas Monique fez rodar de novo e diminuiu. O Praia seguiu na frente, mas Fabiana, de novo, empatou com bloqueio sobre Tandara em 13-13. Na sequência, ataque para fora de Ju Costa e o Sesi-SP virou. Mas a partida seguia ponto a ponto com as duas equipes se alternando no placar. A maior vantagem do Sesi-SP se deu por conta de ataque de Ju Costa para fora, abrindo 19-17 para a equipe da Vila. Mas foram muitos erros que pesaram contra o Sesi-SP e uma sequência de dois toques prejudicou o time que entregou pontos de graça para o outro lado. E o último do set foi exatamente assim, com Suelle passando com dois toques e fechando para o Praia o set em 25/23.
 
Para o terceiro set, Talmo trocou Carol por Claudinha e o time voltou a liderar a etapa. A levantadora estava inspirada e a distribuição de bolas passou a quebrar o sistema defensivo do Praia. As adversárias chegaram a liderar por um breve momento, mas Mari foi para o saque e emendou três pontos seguidos (um ace) e colocou o Sesi-SP de novo na fente (11-9). A vantagem aumentou com Bia no bloqueio em Tandara. O Praia encostou com a mesma oposta, mas Fabi, aproveitando bola de xeque, mandou para a quadra e fez 16-12. O Sesi-SP não perdeu mais a vantagem e só ampliou, aproveitando excelente jogo de Claudinha e o sistema defensivo que não deixava a bola cair. Assim, com Bia, foi questão de tempo até fehcar o set em 25/19.
 
O quarto set foi o mais disputado do jogo. O Praia começou muito melhor, a ponto de abrir 7/1. O Sesi-SP reagiu e diminuiu para 7/4 e seguiu na busca das rivais. A tensão em ambas equipes era clara em quadra e muitas discussões nos pontos surgiram. O Sesi-SP empatou em 13/13, mas não passou. Tandara, com um ace, abriu dois de vantagem (19/17), mas Monique, em contra-ataque, diminuiu. Todos os dois toques que a arbirtragem deu no segundo set, não deu nesse e num erro claro de Isabela, o Praia abriu 20/18, gerando revolta no ginásio. O time da Vila acabou perdendo o controle e não conseguiu mais chegar, perdendo também o set por 25/21 e levando a partida para o tie break.
 
Quem saiu na frente no set decisivo foi o Sesi-SP, após Tandara atacar na rede. Mas a mesma tandara empatou, explorando o bloqueio de Bia e Monique. Na sequência, erro de passe de Pri, levantamento falho de Carol e Letícia segurou Bia, virando o jogo. Com calma, o Sesi-SP buscou. Pri empatou e novo ataque de Tandara, dessa vez para fora, colocou o time da Vila em vantagem. Daí foi abrir gordura aproveitando os erros rivais e chegar à parada técnica com 08/04, mas perdendo Monique, que caiu e torceu o pé. O jogo poderia virar drama, mas o time não se perdeu em quadra e seguiu pontuando. Com regularidade impressionante, o Sesi-SP matou o Praia com uma sequência de cinco pontos seguidos e fechou o set e o jogo em 15/8 conquistando sua nona vitória em nove jogos.

Notícias Relacionadas