Sesi-SP luta, mas acaba superado pelo Vôlei Nestlé na última rodada classificatória do Paulista feminino

Equipe aguarda a definição das posições para o início dos playoffs em outubro

- 24/09/2016

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Na casa das adversárias, as meninas do Sesi-SP sofreram a segunda derrota no Campeonato Paulista de Vôlei 2016. Na noite desta sexta-feira (23/9), a equipe da capital paulista foi até Osasco enfrentar o Vôlei Nestlé na disputa da última rodada da fase classificatória e da decisão da liderança. Com o placar de 3 sets a 0 (18/25, 18/25 e 23/25), foram as adversárias que levaram a melhor, assumiram a liderança e seguem direto para as semifinais, enquanto o Sesi-SP, atualmente na segunda colocação, aguarda o fim da rodada para definição do início dos playoffs.

Com um começo difícil, as comandadas do técnico Juba não conseguiram segurar a força e o ritmo de jogo da equipe de Osasco. Para o treinador, a força das adversárias já era esperada, ainda mais com o apoio e a pressão da torcida, mas a equipe não soube segurar a oportunidade que teve no terceiro set e acabou atrás no marcador.

“Foi um começo difícil, mas conseguimos estudar e tirar algumas coisas durante os primeiros sets. O que faltou para as meninas foi segurar mais a ansiedade e aproveitar melhor cada bola, ainda mais quando se está na vantagem. Fizemos um bom terceiro set, tivemos a chance de seguir no jogo, mas escapou. Agora é estudar esses erros e nos preparar para os playoffs”, comentou Juba ao final da partida.

Com 18 pontos, Tandara foi a maior pontuadora do jogo. Pelo Sesi-SP, a oposta Lorenne marcou 15 vezes, e a ponteira Gabriela anotou 10 acertos.

O Sesi-SP aguarda as partidas entre São Bernardo e Pinheiros e Renata Valinhos e Vôlei Bauru para a definição da classificação geral (se permanece em segundo ou passa para terceiro) e do adversário nas quartas de final, previstas para primeira semana de outubro.  

 

O jogo

O treinador mandou para quadra a levantadora Giovana, as ponteiras Amabile e Gabriela, as centrais Ju Mello e Linda Jéssica, a oposta Lorenne e a líbero Lais. Entraram Natália, Thais, Mari e Isabela. O time de Luizomar começou com Dani Lins, Paula, Saraelen, Gabi, Tandara, Bia e a líbero Camila Brait.

A partida começou difícil para as meninas do Sesi-SP. A experiência do lado adversário, com Dani Lins no levantamento e Tandara no ataque,  colocou o time da casa com uma vantagem de cinco pontos (6/1), logo no começo da partida, forçando o técnico Juba a pedir tempo. Na volta, o time da capital paulista até ensaiou uma reação com Lorenne e fez dois bons ralis, mas foi o Vôlei Nestlé que garantiu a segunda parcial técnica do jogo (16/9). Colocando Natália e Thais no lugar de Giovana e Lorenne, o time voltou a reagir, mas ainda não foi o suficiente para anular o ataque das donas da casa, que fecharam o placar com 25/18.

Diferente do começo do jogo, o segundo set começou mais equilibrado. Mesmo ficando atrás na primeira parada técnica (4/8), as meninas do Sesi-SP passaram os quatro primeiros pontos na cola das adversárias e rodaram melhor as bolas. Aproveitando alguns erros do Vôlei Nestle, as comandas do técnico Juba fizeram bons pontos e evoluíram um pouco mais (16/10). O apoio da torcida que compareceu ao José Liberatti foi outro quesito na força das adversárias, que mais uma vez fecharam o set com 25/18.

Com 4 a 0, a terceira parcial começou melhor para o Sesi-SP, que após um ace da levantadora Giovana viu o técnico Luizomar pedir tempo para acalmar o jogo. Mais leves e vibrantes em quadra, as meninas da capital paulista conseguiram anular algumas bolas levantadas por Dani Lins e cresceram nos contra-ataques. Após um segundo pedido de tempo do lado adversário (13/9), as comandadas de Juba seguraram a ansiedade e mantiveram a dianteira na segunda parcial técnica (16/12). Com a inversão do 5-1 na equipe do Osasco, Carol Albuquerque passou a levantar as bolas para as companheiras e colocou em jogo a força de Tandara, que ajudou o time a encostar no marcador (22/20). Pressionadas não só pelo time que estava do outro lado da quadra, como pela torcida, as meninas do Sesi-SP perderam pontos importantes para o set e viram Tandara comandar a virada no placar e fechar o jogo com 25/23.

Notícias Relacionadas