Sesi-SP encara Sada Cruzeiro no clássico que fecha o primeiro turno da Superliga

Equipe da Vila quer o que ninguém conseguiu até agora: vencer os líderes

Ariett - 12/12/2014

Agência Indusnet Fiesp

"Não existe time invencível". Esse é o pensamento de Marcos Pacheco e do elenco de vôlei masculino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) para o jogo deste sábado (13/12) contra o líder invicto da Superliga, Sada Cruzeiro, às 21h30, na Vila Leopoldina. Embora o momento dos times seja bem distinto, o treinador do Sesi-SP quer sua equipe forte e aguerrida para conseguir o resultado contra o mineiros.

Reconhecendo a superioridade adversária, Pacheco acredita em um grande jogo e que uma hora a maré vai mudar. Pode ser sábado. "Não existe time invencível. Existe, sim, uma equipe muito forte e está jogando em um nível muito alto há muito tempo. Para vencê-los, temos que igualá-los, no mínimo. Temos todos os ingredientes no Sesi-SP. Jogadores acostumados, experientes e talentosos. O momento não é o ideal, mas é um jogo que pode ajudar nessa retomada", disse o treinador. 

O último confronto contra o Cruzeiro está bem fresco na memória. A final da Superliga 2013-2014 foi vencida pelos mineiros por 3 sets a zero, no Mineirinho. De lá para cá, o time azul mudou muito pouco. O Sesi-SP sofreu uma reformulação maior. O conjunto é mais um ponto de favoritismo para Pacheco, ao analisar as equipes. 

"O time deles é muito bem montado. Temos jogadores de um nível tão bom quanto, mas ainda não conseguimos encaixar o nosso jogo. Enfrentar o líder agora é uma pedreira, mas é nossa realidade. Como o time deles joga junto, e muito bem, há muito tempo, o conjunto é forte e ajuda. Nós temos que, no talento de nossos jogadores, igualar isso e fazer o nosso jogo". 

Na quinta posição com 18 pontos, o Sesi-SP quer vencer para se aproximar dos líderes neste fim de turno. O Sada lidera com 29 pontos e 10 vitórias. O jogo terá transmissão do Sportv e a entrada na Vila Leopoldina é um 1kg de alimento não perecível. 

 

Notícias Relacionadas