Sesi-SP assina convênio do Programa Atleta do Futuro com Rio Claro e mais três municípios vizinhos

No total, convênios atendem 1.482 estudantes da região Centro-Leste, incluindo Ipeúna, Itirapina e Santa Gertrudes

Juan - 23/05/2014

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Rio Claro

Mais quatro municípios paulistas passam a fazer parte do time do Programa Atleta do Futuro (PAF), iniciativa de formação esportiva do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP).

Em solenidade na cidade d e Rio Claro, o presidente do Sesi-SP e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, assinou nesta sexta-feira (23/05) convênio para implantar o programa em Rio Claro, Ipeúna, Itirapina e Santa Gertrudes.

A solenidade de assinatura dos convênios foi realizada no Teatro do Centro de Atividades (CAT) do Sesi-SP de Rio Claro, com a presença de autoridades dos quatro municípios. Ao todo, são 1.482 vagas.

Em Rio Claro são 570 crianças e jovens, nas atividades de basquete, futsal, handebol, judô, natação e rugby. O município de Itirapina vai atender 412 alunos em futsal, vôlei, basquete, judô e tênis de mesa. Ipeúna tem 300 vagas nas modalidades de futsal, futebol e natação. Já Santa Gertrudes abre vagas para 200 estudantes para a prática de basquete, futebol e natação.

O diretor da divisão de Esporte e Saúde do Sesi-SP, Alexandre Pflug, destacou a oportunidade que a instituição oferece para que todas as crianças pratiquem esporte. “O Sesi-SP criou uma forma transferência de tecnologia social, mesmo para quem não é aluno da entidade”, explicou. “Por meio do Sistema Sesi-SP de Ensino, as prefeituras têm acesso ao sistema de educação do Sesi-SP. E no Atleta do Futuro, a metodologia de formação esportiva.”

 
Skaf com os alunos do Sesi-SP em Rio Claro: estrutura em nome da educação. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

 

Além disso, Pflug lembrou que os alunos do Sesi-SP podem praticar atividades físicas gratuitamente. “Diferente de outras escolas, o esporte no contra-tempo não é cobrado no Sesi-SP. A gente sabe quanto custa para fazer uma aula de natação ou de judô duas vezes por semana. No Sesi-SP, dos 6 aos 17 anos, o esporte dos alunos é 100% subsidiado pela indústria.” 

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, falou dos investimentos da indústria paulista na cidade. “A escola do Senai-SP de Rio Claro foi toda modernizada. Recentemente, investimos lá cerca de R$ 20 milhões. Já no Sesi-SP estamos com um projeto, em fase de aprovação na prefeitura, para revitalizar e ampliar a escola, para ter a estrutura ideal para implantar a educação integral, e também o CAT [Centro de Atividades].”

Sustentarte

Durante o evento, a turma de dança free style do CAT de Rio Claro, promovido pelo Programa Sesi-SP de Dança, fez uma apresentação ao público. O presidente Paulo Skaf recebeu ainda um presente do projeto Sustentarte, promovido pelo Sesi-SP: uma caixa produzida com material reaproveitado das indústrias de cerâmica da cidade de Santa Gertrudes.

Recentemente, o Sustentarte foi premiado como um dos 30 melhores projetos sustentáveis do Brasil pelo Instituto Mais. Além da indústria de cerâmica, o projeto envolve também reaproveitamento de resíduos de couro, tecido, madeira, entre outros materiais utilizados na indústria. 

Notícias Relacionadas