Em casa, meninas do Sesi-SP perdem para o Camponesa/Minas

Equipe mineira não deu chances para as paulistas e venceu por 3 sets a 0

- 04/02/2017

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

O time feminino de vôlei do Sesi-SP lutou, cresceu em alguns momentos dos sets, mas perdeu na quarta rodada do returno da Superliga 2016/17 para o Camponesa/Minas. Jogando em casa, diante da torcida, na noite desta sexta-feira (3/2), as meninas da capital paulista chegaram a abrir vantagem no terceiro set, mas não conseguiram superar a força das mineiras, que retornam para casa com a vitória por 3 sets a 0 (15/25, 16/25 e 19/25).

A equipe comandada pelo técnico Giuliano Ribas, o Juba, apostou no saque e chegou a complicar a vida do Minas em alguns instantes. Superando o bloqueio adversário, Lorenne pontuou, mas viu Carol Gattaz e Hooker voarem em quadra. Pelo lado do Minas, Naiane chamou atenção dos telespectadores, foi eleita a melhor do jogo e ficou com o Troféu VivaVôlei. A artilharia da partida ficou com a central Carol Gattaz, com 15 pontos. Lorenne aparece logo na sequência com 8 acertos.

Mesmo sofrendo com a pressão imposta pelas mineiras, o grupo do Sesi-SP conseguiu igualar o marcador no início dos sets, porém não segurou. Mexendo no time e apostando na levantadora Thais e na ponteira Glayce, Juba conquistou bons pontos e arrancou aplausos da torcida após as meninas encostarem no marcador na metade do segundo set. As mudanças até chegaram a render bons pontos, mas ainda não foi a noite de mais uma vitória do Sesi-SP. Na avaliação do grupo, além do trabalho técnico, o amadurecimento no aspecto emocional é o que ainda falta para dar mais segurança nas partidas.

O Sesi-SP entrou em quadra com a levantadora Giovana, a oposta Lorenne, as centrais Ju Mello e Linda Jéssica, as ponteiras Amabilie e Gabriela e a líbero Nathália. Entraram Isabela Paquiardi, Natália, Glayce e Thais. O Camponesa/Minas começou com a levantadora Naiane, a oposta Hooker, as centrais Carol Gattaz e Mara, as ponteiras Rosamaria e Jaque e a líbero Léia. Entrou Karine.

Agora, as meninas da capital paulista seguem para Uberlândia, onde na próxima sexta-feira, dia 10 de fevereiro, enfrentam o Dentil/Praia Clube, às 19h30.

Bloqueio do Sesi-SP contra o Camponesa 
Foto: Everton Amaro/Fiesp

Notícias Relacionadas